Se você é um investidor nato ou deseja entrar nesse mundo complexo (mas nem tanto) dos investimentos, um termo bem conhecido no mercado de capitais é a IPO (Initial Public Offering). Para todo investidor de sucesso, compreender o que o mercado de ações e a compra destas podem lhe proporcionar é de suma importância, independentemente da sua experiência.

Como qualquer compra de ações, o intuito é comprá-las quando estão mais baratas e vendê-las quando estiverem com valores altos. O importante, nesse ramo, é você entender que os riscos existem e, mesmo sabendo deles, não deixar de comprar as ações. A IPO ou, no português, Oferta Pública Inicial, pode ser ideal para a compra de ações com boas perspectivas no futuro.

O que é IPO?

A IPO é o instante em que há a abertura de capital de uma empresa e esta passa a ser listada na Bolsa de Valores. Desta forma, corresponde ao processo que a empresa providencia para não ser mais de capital fechado, listando suas ações para o público.

Com isso, todo investidor ou qualquer pessoa pode se tornar sócio da empresa, ou dono de uma parte dela, através da compra de ações da mesma na Bolsa de Valores. A empresa listada, portanto, está vendendo as suas ações pela primeira vez, bem como é a etapa principal para se tornar uma S.A. (Sociedade Anônima), deixando de ser uma sociedade limitada.

Frequentemente, isso ocorre quando os superiores da empresa percebem que é necessário expandir os negócios, pois estão em constante crescimento no mercado. Assim, são necessários mais recursos para essa tal finalidade, e por isso ocorre a abertura de capital onde são captados recursos dos investidores. A empresa em questão terá vários acionistas, os quais terão partes da corporação.


Diferenças das operações da Oferta Pública Inicial

Existem alguns tipos de operações de IPO. Nem sempre as empresas listadas na Bolsa de Valores fazem uma oferta pública e vendem suas ações pela primeira vez no mercado. Veremos, abaixo, as diferenças das operações na Oferta Pública Inicial.

Oferta primária

A oferta primária ocorre quando as ações são vendidas ao mercado pela primeira vez, ou seja, há a emissão de novas ações. Esta operação aumenta a quantidade de acionistas e todos os recursos obtidos por este meio são embolsados pela instituição. Neste caso, há uma oferta de Mercado Primário.

Oferta secundária

Uma outra operação de IPO corresponde à oferta secundária. Esta, por sua vez, não implica no lançamento de novas ações. Logo, a quantidade de ações, as quais formam o capital social da empresa, continua a mesma. Nesse caso, estamos falando do Mercado Secundário de ações.

Na prática, representa a venda de ações dos sócios para outros acionistas. Isso também pode ser feito através de um fundo de Private Equity, o qual procura finalizar o investimento. Geralmente, essa situação ocorre quando as ações são negociadas de forma livre entre os investidores da Bolsa de Valores. Desta maneira, não é originado caixa para a empresa listada na Bolsa.

Oferta mista

Por último, temos a operação de oferta pública mista, na qual há a combinação das operações de IPO citadas acima, a oferta primária e a secundária.

Vantagens e desvantagens do investimento em uma IPO

Há vantagens e desvantagens ao se investir na Oferta Pública Inicial, como em qualquer tipo de investimento. Esta operação na Bolsa de Valores possui riscos, o que quer dizer que, os primeiros dias na Bolsa podem ser ótimos e você obter grandes lucros ou, infelizmente, a cotação pode cair.

De toda forma, observar todas as vantagens e desvantagens ao investir na IPO é de suma importância para o seu sucesso no ramo dos investimentos financeiros.

Vantagens da IPO

  • Possibilidade de lucro bem alto, pois o investidor pode comprar ações da empresa antes mesmo delas entrarem no mercado. Pode ocorrer supervalorização, onde as ações podem disparar ao serem vendidas pela primeiras vez no mercado;
  • Possibilidade de grande lucro em pouco tempo

Desvantagens da IPO

  • Chance de quedas nos valores das ações. O mercado pode não valorizar tanto a IPO no processo de oferta e os valores podem cair logo nos primeiros dias;
  • O preço é imprevisível após a abertura de capital nas primeiras semanas. Com certeza isso atrapalha as decisões de compra e venda de ações dos investidores.

Afinal, como investir na IPO e ganhar dinheiro com isso?

Agora que você já sabe o que é a Oferta Pública Inicial, seus tipos, vantagens e desvantagens ao se investir na mesma, está na hora de aplicar os seus conhecimentos.

Mas, calma, vamos lhe ajudar nesta etapa. Mostraremos como você pode investir da forma correta e ganhar dinheiro com esses investimentos. São algumas etapas essenciais e indispensáveis para você seguir e lucrar com a IPO.

  • Analise a empresa antes de comprar suas ações

O mais importante em qualquer investimento é analisar a empresa em que você quer investir. Mas é uma análise detalhada, pois é super importante observar se, realmente, ela pode crescer no mercado.

É primordial estudar e ler todas as informações que estiverem disponíveis para você ter total segurança do seu investimento.  Portanto, tenha em mãos o material de lançamento e leia sobre a empresa e sua IPO. Verifique como a empresa está nos últimos anos, seu crescimento, quem são os donos, bem como a forma como é gerida.

Mais que isso, veja em que e onde será aplicado o dinheiro da compra das ações após a IPO. Se você perceber que é válido e que está confiante após analisar todos estes pontos, é hora de investir.

  • Reserve as ações da empresa

Agora, após escolher a empresa em que você irá comprar as ações, reserve as mesmas. Para isso, é só fazer uma abertura de conta em alguma corretora que esteja participando da Oferta Pública Inicial. É só informar o número de ações que quer comprar e o valor que deseja pagar, se baseando nos preços de referência do banco organizador.

Posteriormente, você não pode cancelar a operação, nem desistir. No momento em que você fizer a reserva, é necessário dar um valor percentual como garantia, de acordo com a oferta. É possível pagar este valor em dinheiro, ações ou títulos públicos.

  • Etapa de bookbuilding (preço final das ações)

Após toda a manifestação de compra dos investidores, as ações são precificadas e ocorre o chamado bookbuilding. Assim, a demanda pelos papéis da oferta são avaliados pelo coordenador, juntamente com os investidores.

Isso quer dizer o seguinte: o preço que será pago para quem reservou as ações é definido. Quem fez uma oferta inferior não está dentro. Já quem deu um valor acima, paga apenas o valor do preço final que foi definido.

  • Necessidade de demanda e negociação

Para que a IPO realmente aconteça, a demanda precisa ser superior à oferta das ações e, se isso não acontecer, o processo de IPO é cessado. Assim, verifica-se a necessidade da demanda, se ela foi atendida para que a Oferta Pública Inicial seja concretizada.

Por fim, você deve iniciar a negociação das ações na Bolsa de Valores. Portanto, nesta etapa, as ações podem subir ou cair e serem negociadas, como qualquer uma ação que está listada na Bolsa de Valores.

Invista na IPO e lucre!

Com o Bússola do Investidor você monitora a sua carteira de ações e investimentos em tempo real, calcula prejuízos anteriores e o Imposto de Renda em ações a pagar. Acompanhe, também, os principais indicadores gráficos e fundamentalistas de todas as empresas listadas na B3.

Para investir na IPO com sucesso e lucrar muito, conheça os nossos planos e seja um investidor de sucesso!

Veja também