O Que São Ajustes Diários Em Contratos Futuros?

Por |2018-06-08T07:59:23+00:0026 de janeiro de 2014|

Já expliquei de maneira bem simples algumas características dos contratos futuros. Agora, vou aprofundar um pouco mais sobre como ocorre a liquidação financeira destas operações, ou seja, vou explicar o que são os ajustes diários.

Vamos lá:

Quando ocorrem os Ajustes Diários?

ajuste diárioPrimeiro veja o exemplo de uma operação baseado em dados reais de mercado:

  • Contrato: INDV12 (IBOVESPA futuro – vencimento 17/out/12)
  • Data do Negócio (Entrada): 15/out/12
  • Preço: 59.480
  • Quantidade: 1 Contrato (para simplificar vamos considerar apenas 1 contrato, o lote padrão são 5 contratos)
  • Data de Saída: 17/out/12 (no vencimento)
  • Preço no vencimento: 60.070

Como em qualquer operação no mercado futuro, esta operação tem os dois lados, o do investidor comprado e o do investidor vendido. Como saber qual dos dois obteve lucro?

Se você pensou no comprado, acertou.

Ele comprou a 59.480 algo que acabou valendo 60.070 no vencimento, um lucro de R$ 590 por contrato. De maneira inversa o vendido teve prejuízo, pois vendeu por 59.480 algo que no vencimento valia 60.070, prejuízo de R$ 590.

Já sabemos o resultado financeiro final dessa operação, mas a operação não se resume a isso.

Existem ajustes financeiros que ocorrem dia após dia. São os Ajustes Diários.

Como calcular o Ajuste Diário?

O Ajuste Diário é o ajuste financeiro que ocorre diariamente nas posições de todos os investidores. São realizados em diversos tipos de operações, desde o mercado futuro até em operações de swap.

Ao término de cada pregão, a bolsa contabiliza quem teve lucro/prejuízo no dia de acordo com as posições dos investidores e transfere os recursos automaticamente de quem teve prejuízo para quem teve lucro.

Como primeiro passo desse procedimento, a bolsa define o preço de ajuste. Esse preço é uma média ponderada dos últimos negócios do pregão. Geralmente seu valor é bem próximo ao preço de fechamento.

Com base no preço de ajuste, a bolsa calcula o lucro ou prejuízo dos investidores segundo seu posicionamento no mercado. O lucro gera um crédito enquanto que o prejuízo gera um débito. Para facilitar o entendimento do cálculo do Ajuste Diário, nada melhor que o detalhe diário da operação apresentada acima como exemplo:

Veja a diferença entre o investidor comprado e o investidor vendido:

Ajuste Diário – 1 Contrato Cheio

Dia Preço Negociado Preço de Ajuste Diário Ajuste Diário Financeiro
Comprado Vendido
15/out 59.480 59.667 + R$ 187 (R$ 59.667 – R$ 59.480) – R$ 187 (R$ 59.480 – R$ 59.667)
16/out 59.709 + R$ 42 (R$ 59.709 – R$ 59.667) – R$ 42 (R$ 59.667 – R$ 59.709)
17/out 60.070 + R$ 361 (R$ 60.070 – R$ 59.709) – R$ 361 (R$ 59.709 – R$ 60.070)
Resultado Financeiro Final + R$ 590 – R$ 590

O crédito ou débito do Ajuste Diário ocorre no dia seguinte ao pregão (D+1). A transferência de valor é realizada diretamente na conta corrente do investidor na corretora de valores em que ele cliente. Por exemplo, o Ajuste Diário do dia 15/out do investidor vendido é debitado no dia 16/out.

No exemplo acima utilizamos o Índice Cheio, e como seria com o Mini-Índice?

No artigo sobre contratos futuros, explicamos que o Mini representa 20% do valor do contrato Cheio. Dessa maneira, os ajustes diários do Mini também serão 20% do valor do contrato cheio. Refazendo a tabela com as informações do Mini, fica assim:

Ajuste Diário – 1 Mini Contrato

Dia Preço Negociado Preço de Ajuste Diário Ajuste Diário Financeiro
Comprado Vendido
15/out 59.480 59.667 + R$ 37,40 – R$ 37,40
16/out 59.709 + R$ 8,40 – R$ 8,40
17/out 60.070 + R$ 72,20 – R$ 72,20
Resultado Financeiro Final + R$ 118 – R$ 118

Conclusão

Em resumo, a BM&F Bovespa não espera a data de vencimento ou o investidor zerar sua posição para contabilizar seu lucro ou prejuízo. Isso é feito diariamente através do Ajuste Diário. Desta maneira a bolsa de valores  evita que um investidor acumule um prejuízo grande, a ponto de não ter recursos financeiros para saldar sua perda.

O Ajuste Diário é um procedimento de controle de risco tanto para o investidor individual como para o mercado como um todo. Mas e se ocorrer uma variação grande no mercado de um dia para o outro fazendo com que o investidor tenha um prejuízo que não consiga saldar, o que ocorre com o investidor? O que ocorre com o mercado?

Esse assunto é explicado no próximo artigo, onde explico o que é a margem de garantia, outra ferramenta que combate o risco das operações.

DICA: Se você pretende operar mini-contratos, não deixe de conhecer nossa Calculadora de Imposto de Renda. Com ela você apura todo o imposto devido em minutos e ainda tem um controle detalhado de seus ganhos.

Veja também