O Que São Contratos Futuros e Como Funcionam

Por |2018-06-08T07:58:54+00:005 de julho de 2013|

Vejo que uma dúvida muito comuns entre os investidores é o que são contratos futuros e como eles funcionam. Agora você vai finalmente entender de uma vez por todas tudo que você deve saber sobre isso!
Um contrato futuro nada mais é do que um contrato de compra e venda entre dois investidores.

A parte comprada se compromete a comprar o ativo objeto do contrato na data de vencimento a um preço pré-definido. A parte vendida se compromete a vender e entregar o ativo em questão, o chamado “ativo objeto”. E tudo isso acontece no chamado mercado futuro.

Existem diversos ativos objetos:

    • Índice Futuro Ibovespa
    • Dólar Futuro
    • Café
    • Milho
    • Boi Gordo
    • DI Futuro
    • Euro
    • Ouro

Neste artigo vamos nos concentrar nos contratos do Índice Futuro e no Dólar Futuro. Estes são os mais negociados e mais acessíveis aos pequenos investidores por meio dos chamados “Mini-Contratos”.  

1. Características dos contratos futuros

o que sao contratos futurosOs contratos futuros são padronizados pela BM&F Bovespa, principalmente para facilitar comunicação entre os investidores.

Não existe mais de um tipo de Índice Futuro (IND) ou Dólar Futuro (DOL). Assim, quando se fala do IND ou do DOL, os investidores já sabem as características dos contratos.

Não há termos a serem negociados nesses contratos, a não ser o preço. Na tabela abaixo estão as principais características desses contratos:

  Índice Futuro Dólar Futuro Exemplo
Código de Negociação IND DOL
Objeto de Negociação Índice Ibovespa Taxa Cambial Reais /Dólar
Cotação Pontos do Índice Reais por US$ 1.000 IND: 58.850 pontos DOL: R$ 2.036/US$ 1.000 = R$ 2,036/ US$ 1
Tamanho do Contrato Ibovespa futuro multiplicado por R$ 1 para cada ponto US$ 50.000 IND: cotado a 58.850 pontos equivale a R$ 58.850 DOL: cotado a R$ 2.036 equivale a R$ 101.800
Lote Padrão 5 contratos 5 contratos na
Vencimento Quarta-feira mais próxima do dia 15 dos meses pares 1º dia útil de todos os meses IND: se a quarta-feira for feriado, a data de vencimento será o dia útil subseqüente

2. Códigos de negociação

Apesar de haver apenas um Índice Futuro ou um Dólar Futuro, existem diversos contratos negociados. O que vai variar entre eles é o mês de vencimento.

O investidor consegue diferenciá-los pelo código composto por quatro letras e dois números. As três primeiras referem-se ao código do contrato (IND / DOL), a quarta letra e os dois números subsequentes referem-se ao mês e ano de vencimento do contrato.

Veja os exemplos a seguir:

INDZ12 DOLF13
o   IND -> código do Índice Futuro o   DOL -> código do Dólar Futuro
o   Z12 -> contrato com vencimento em dezembro/2012 o   F13 -> contrato com vencimento em janeiro/2013

No site da BM&F Bovespa, na seção de “Vencimentos e Séries Autorizadas”, você encontra a relação dos contratos futuros, seus códigos e mês de vencimento.

3. Preço de Mercado

Os preços dos contratos futuros são negociados livremente durante o pregão eletrônico no segmento de futuros, exatamente como as ações no mercado à vista. Quando um negócio é realizado significa que dois investidores, um comprado e outro vendido, entraram em acordo com relação ao preço futuro:

  • O investidor comprado pagará o preço acordado na data de vencimento pelo ativo objeto.
  • O investidor vendido receberá o valor acordado mediante a entrega do ativo objeto.

A lógica da movimentação dos preços no mercado futuro segue a do mercado à vista. Se o Ibovespa está em alta, o IND também estará em alta. Se a cotação do dólar está subindo o DOL também estará subindo.

4. Liquidação Financeira

Agora imagine um negócio fechado no dia 15/out, com 5 contratos do INDZ12 (vencimento em 12/dez), ao preço de 59.900 pontos/contrato.

Isso significa que no dia 12/dez o investidor comprado pagará R$ 59.900 por cada contrato enquanto que o vendido “entregará” os 5 índices Ibovespa (ativo objeto) para o comprador. Entregar o Ibovespa?!

Como isso é possível se o Ibovespa é um índice, uma média de mercado?

Realmente não existe a entrega física do Ibovespa. O modo como são os contratos futuros, ocorre a liquidação financeira da operação conforme o lucro ou prejuízo de cada investidor.

Para facilitar o entendimento vamos acrescentar mais um dado à operação citada anteriormente, vamos supor que na data de vencimento (12/dez) o Ibovespa está cotado a 62.000. Com essa informação fica evidente quem lucrou e quem teve prejuízo:

O investidor comprado pagará R$ 59.900 pelo Ibovespa que agora está valendo R$ 62.000 (lucro de R$ 2.100/contrato). Enquanto isso, o investidor vendido terá que vender o Ibovespa por R$ 59.900 sendo que vale R$ 62.000 (prejuízo de R$ 2.100/contrato).

Nesse exemplo o fluxo financeiro será o seguinte: comprador receberá R$ 2.100 e o vendido pagará R$ 2.100. De uma maneira resumida o lucro/prejuízo de cada investidor varia conforme a tabela abaixo:

Contrato Investidor Comprado Investidor Vendido
Mercado Sobe Mercado Cai Mercado Sobe Mercado Cai
IND Lucro Prejuízo Prejuízo Lucro
DOL Lucro Prejuízo Prejuízo Lucro

A grande maioria dos contratos futuros são liquidados financeiramente, sem entrega física do ativo objeto.

No caso dos contratos futuros que contemplam entrega física como, por exemplo, o contrato futuro do café e da soja, o investidor pode optar pela liquidação financeira ou liquidação física.

No exemplo da operação apresentada, os investidores ficaram posicionados até a data de vencimento. Na vida real isso não é obrigatório, a qualquer momento a posição pode ser zerada.

Para isso basta o investidor realizar a operação no sentido contrário com a mesma quantidade de contratos. Se estiver comprado, basta vender, se estiver vendido, basta comprar.

Isso é importantíssimo, pois imaginem uma situação onde um investidor vendido no IND estiver perdendo dinheiro porque o mercado está subindo, ele pode a qualquer momento zerar sua posição comprando contratos a fim de evitar uma perda ainda maior até o vencimento.  

5. Mini contratos futuros

Os contratos futuros principais do Índice Futuro e Dólar Futuro também são denominados de contratos cheios ou contratos padrão, mas além destes existem os mini contratos.

A grande diferença entre os contratos cheios e os mini contratos é o valor financeiro por contrato: um contrato cheio do IND cotado a 59.900 equivale financeiramente a R$ 59.900.

Como o lote padrão é de 5 contratos, o valor financeiro à futuro é equivalente a R$ 299.500 (5 x R$ 59.900). Um valor extremamente alto para os pequenos investidores.

No caso do mini contrato, o valor financeiro é 1/5 (20%) do valor do contrato cheio com a vantagem do lote padrão ser de apenas um mini-contrato. Dessa maneira, um mini-contrato representa R$ 11.980, o que é muito mais acessível aos pequenos investidores.

Os códigos dos minis são WIN (Mini-Índice Futuro) e WDL (Mini-Dólar Futuro). Os vencimentos são os mesmos que dos contratos cheios. As cotações dos contratos Cheio e Mini são as mesmas em praticamente todo o decorrer do pregão. Eventualmente ocorrem pequenas diferenças pontuais de 5 ou 10 pontos que perduram por apenas poucos segundos.  

6. Conceitos adicionais

Neste artigo apresentamos de maneira bem simples algumas características dos contratos futuros. Recomendo também a leitura do artigo onde explico melhor o que é mercado futuro.

E se gostou deste artigo, por favor compartilhe ele nas redes sociais para que outras pessoas possam ler também!

Veja também