Já teve o seu CPF irregular pela Receita Federal? A sensação não é nada agradável, mas acontece! A Receita Federal, ou Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (órgão responsável por administrar títulos federais e pelo controle aduaneiro) pode suspender, cancelar, e deixar pendentes cadastros que estejam em situação irregular. Se é o seu caso, não se preocupe. Neste artigo, você vai aprender como regularizar seu CPF na Receita Federal. 

O que significa estar com o CPF irregular?

Está em situação irregular e não sabe porquê? Fique atento: se seu CPF está

  • Suspenso, seu cadastro consta com alguma informação incorreta ou incompleta
  • Se está anulado, a Receita Federal detectou fraude na inscrição.
  •  Já um número de cadastro cancelado provavelmente está nessa situação por ordem judicial ou administrativa. 

 

Mas se seu CPF está pendente de regularização, o motivo é claro: o contribuinte deixou de entregar alguma Declaração Anual de Imposto de Renda nos últimos cinco anos ou então caiu na malha fina. 

 

Leia também: Como calcular o Imposto de Renda atrasado

Leia também: 7 erros na Declaração do Imposto de Renda

 

Como saber se seu CPF está irregular? 

Para saber se seu Cadastro de Pessoa Física está em situação irregular, é fácil. É só consultar a sua situação no site da Receita Federal, digitando nome completo e data de nascimento. 

CPF irregular – quais são as consequências? 

Ter o CPF em situação irregular compromete a vida do cidadão em diversos momentos, principalmente em situações que envolvem liberação de crédito. Além de complicar a vida de quem quer pedir empréstimos, ter o CPF pendente de regularização também pode comprometer a emissão de passaportes e certidões para venda ou aluguel de imóvel, impedir nomeação em concursos públicos e dificultar a vida de quem quer adquirir financiamentos. Se você está com o CPF irregular, também pode ser impedido de abrir ou movimentar contas bancárias.

Como regularizar o CPF na Receita Federal

O primeiro passo é consultar na Pesquisa de Situação Fiscal se você deixou de entregar alguma Declaração Anual de Imposto de Renda. Caso a resposta seja afirmativa,  a situação será regularizada com a entrega dos documentos atrasados, juntamente com o acerto da multa. O valor a ser pago varia de R$165,74 até 20% do valor do imposto devido. Além disso, se você investe em ações e teve lucros tributáveis, deve pagar mensalmente os impostos devidos, incorrendo em multas por atraso também. 

A multa pode ser salgada, por isso o ideal é entregar a Declaração Anual de Imposto de Renda no prazo correto determinado pela Receita Federal. Procure a Receita Federal para regularizar sua situação quanto antes!

Conclusão

Não entregar a Declaração Anual de Imposto de Renda ou preenchê-la errado pode trazer consequências desconfortáveis para o seu dia a dia. Se você quer evitar dores de cabeça, fique atento no Imposto de Renda 2020! A Calculadora de Imposto de Renda da Bússola do Investidor te ajuda com a Declaração em ações e calcula automaticamente seus impostos em renda variável para você ficar em dia com a Receita. Saiba mais aqui.  

Este artigo faz parte de uma série de artigos desenvolvidos pela Bússola do Investidor para te ajudar no Imposto de Renda 2020. Fique ligado nos próximos