Os contratos futuros são um tipo de investimento que chamamos de derivativos, ou seja,  instrumentos financeiros que oscilam em função de um outro instrumento financeiro. O mini dólar é um tipo de contrato futuro que oscila em função da taxa cambial do dólar

Operar o mini dólar na Bolsa de Valores é bastante acessível e prático. Você tem curiosidade de saber como esse tipo de operação funciona? Descubra agora neste artigo!

O que são os minicontratos?

Os minicontratos fazem parte do mercado futuro na Bolsa de Valores. Esses ativos representam um acordo de compra ou venda de produtos financeiros a serem liquidados em uma data futura pré-determinada

Por que o contrato é chamado de mini?

Porque existem os contratos cheios e os minicontratos. Os mini foram criados para tornar esses ativos mais acessíveis às pessoas físicas.

Afinal, os minicontratos representam 20% do valor de um contrato cheio. O valor de um contrato cheio de dólar é cerca de U$50.000, enquanto a versão mini custa cerca de U$10.000. 

Preciso dispor de U$10 mil para operar?

Não. Os produtos derivativos são alavancados, ou seja, você movimenta um volume financeiro maior do que possui, de fato, em sua conta. 

Para operar o mini dólar, você só precisa de uma parte do contrato, chamada de margem de garantia. Essa margem de garantia dependerá de corretora para corretora, mas é cerca de R$80 por contrato de mini dólar.

Mas atenção: por mais que as corretoras cobrem um valor baixo para operar o mini dólar, não é prudente alavancar muito. Afinal, é como se o investidor estivesse operando com um dinheiro que não tem em conta. Ou seja, é possível ganhar muito dinheiro em pouco tempo, como também é possível perder muito dinheiro em pouco tempo. 

Leia também: O que é mercado futuro e como você deve usar

Leia também: Alavancagem em contratos futuros: como lidar com o risco 

O que é o mini dólar?

Afinal, o que é mini dólar? Existem duas modalidades para se negociar o dólar:

  1. o dólar cheio (padrão);
  2. e o mini dólar (uma fração do contrato cheio). 

Originalmente, o contrato futuro de dólar foi criado para proteção dos agentes financeiros contra a oscilação do ativo objeto – neste caso, o dólar. Hoje, ele se tornou uma excelente ferramenta para especular no mercado. 

Quanto vale cada ponto?

O lote mínimo para operar o mini dólar é de um contrato. Cada ponto do mini dólar vale R$10,00. 

Assim, vamos supor que um contrato de mini dólar está cotado a 4.107 pontos. Significa que o valor deste contrato é de R$41.070,00.

Quais as vantagens de operar mini dólar?

A primeira vantagem de operar o mini dólar é que, por ser um minicontrato, possui um valor mais acessível para o investidor físico. Além disso, os minicontratos são interessantes tanto para quem está começando na Bolsa de Valores quanto para os investidores que já são mais experientes. 

Devido à sua volatilidade e liquidez, o mini dólar é ideal para quem deseja fazer operações mais rápidas como o day trade ou o scalping. Também graças à alavancagem, é possível lucrar mais rápido do que nas operações com ações, sem precisar investir grandes quantias. 

Quais as diferenças entre negociar contratos futuros e ações?

O dólar se movimenta em pontos, não em centavos, como as ações. Ele se move de meio em meio ponto e o investidor ganha (ou perde) R$5,00 a cada meio ponto oscilado.

O horário de negociação dos contratos futuros é de 9h às 18h. Já o mercado de ações só abre às 10h. Mas os contratos futuros também são negociados pelo home broker, assim como as ações.

A principal diferença entre o mercado acionário e o mercado futuro está no vencimento dos ativos. As ações são sempre negociadas pelo mesmo código, exemplo, ITUB4. Mas, no mercado futuro, os contratos vencem e mudam o código todos os meses. Entenda melhor sobre o assunto logo abaixo.

Ajuste diário

Outra diferença importante de salientar é que, no mercado futuro, os ativos sofrem um ajuste diário em operações que duram mais de um dia. Isso significa que a cotação no mercado futuro é ajustada automaticamente para todos os investidores, de maneira que o preço de entrada é atualizado diariamente, mesmo que você durma posicionado. O ajuste do dólar é feito entre 15:50 às 16h, a partir da média do preço de negociação desse ativo durante esses 10 minutos.

Qual é o vencimento do mini dólar?

Como no mercado futuro se negocia a suposição de quanto o ativo estará valendo no futuro, o contrato negociado é sempre o do mês seguinte. Por exemplo, em outubro, é negociado o ativo que vence em novembro e assim por diante. 

Os contratos futuros são negociados na BMF sobre a sigla WDO. Para conseguir ler o código do ativo, basta adicionar as letras do mês de vencimento e as letras do ano em que ele está sendo negociado. 

Os contratos de mini dólar vencem no primeiro dia útil de todos os meses. As letras equivalentes ao mês de vencimento seguem de acordo com a seguinte tabela:

Letra Mês
F Janeiro
G Fevereiro
H Março
J Abril
K Maio
M Junho
N Julho
Q Agosto
U Setembro
V Outubro
X Novembro
Z Dezembro

 

Quais os custos para operar o mini dólar?

Taxa de Corretagem

A taxa de corretagem é cobrada pela corretora para intermediar as operações entre o investidor e a Bolsa de Valores. Existem duas formas de precificação mais comuns: a taxa de corretagem fixa e a taxa de corretagem variável.

Na taxa de corretagem fixa, você paga o mesmo valor de corretagem não importando a quantia de contratos movimentados. Na taxa de corretagem variável, a taxa aumenta à medida em que a soma financeira também aumenta.

ISS

O ISS é um imposto municipal que é pago juntamente com a taxa de corretagem. É cobrado um valor máximo de 5% da taxa de corretagem ao município de São Paulo.

Emolumentos

Os emolumentos são taxas de negociação/liquidação. São cobrados pela BM&FBOVESPA e pela CBLC sobre o volume financeiro negociado.

Taxa de Custódia

A taxa de custódia é cobrada sobre o valor total da carteira de investimentos. O percentual cobrado sobre a carteira aumenta conforme também aumenta o valor investido. 

Imposto de Renda

O Imposto de Renda é pago pelo investidor que tem um lucro acima de R$20 mil. É pago 15% em cima do lucro, já com a taxa de corretagem descontada.

Ficou claro como se negociam os ativos de mini dólar na Bolsa de Valores? O Mercado Futuro pode ser muito mais lucrativo e acessível do que o Mercado de Ações. Basta operar com consciência e conhecimento, mantendo a gestão de risco e a atenção especial à alavancagem para ter maior controle sobre as suas perdas. Caso tenha restado alguma dúvida, deixe um comentário abaixo!