Investir na Bolsa de Valores pode ser uma ótima maneira de lucrar e aumentar seu patrimônio. Quem já aloca parte do dinheiro em ações está sempre procurando novas maneiras e estratégias efetivas de potencializar seus investimentos e ganhar mais dinheiro.

Conheça 8 estratégias para investir em ações e invista de maneira inteligente!

Mercado a termo 

Ao contrário do mercado à vista, com preços negociados no pregão, o mercado a termo é a compra e venda de ativos para liquidação futura, com cotações e prazos pré definidos. 

Na Bovespa a liquidação desses ativos é feita entre 30 e 180 dias. A vantagem para o investidor é que, investindo no mercado a termo não é necessário possuir todos os recursos inicialmente. O vendedor consegue também se proteger da desvalorização das ações.

Margem de garantia

A margem de garantia é uma possibilidade oferecida pela Bolsa de Valores que poucas pessoas sabem que existe. Consiste em ter um valor depositado junto à corretora que garanta determinados investimentos, possibilitando ao investidor aproveitar melhor as oportunidades disponíveis. Dessa maneira, a corretora não sai no prejuízo se as transações possuírem retorno negativo, e o investidor tem o valor da margem de garantia devolvido caso lucre. 

É especialmente interessante para quem opera alavancado ou no mercado futuro. As taxas, entretanto, variam: cada corretora pode pedir valores diferentes de acordo com o tipo da operação e o prazo do contrato. 

Venda a descoberto

A venda a descoberto é a venda de um ativo que o especulador ainda não possui. Para conseguir vendê-lo, ele espera que o preço caia e ele possa comprá-lo novamente. Assim, o investidor terá lucro porque terá vendido o ativo na alta e recomprado na baixa. 

A venda a descoberto pode ser feita em day trade ou em swing trade (ou seja, no mesmo dia ou em dias diferentes). A operação, entretanto, é arriscada, e é necessário cautela. 

Aluguel de ações 

Sim, é possível alugar ações! Assim como imóveis ou outros patrimônios, esses ativos podem ser alugados e garantir rentabilidade para o investidor a longo prazo. A estratégia é regulada e intermediada pela Bolsa de Valores, garantindo a segurança da transação. 

Além de segura, a ferramenta é vantajosa tanto para o locador quanto para o locatário. Enquanto o locador permanece recebendo os dividendos das ações, o locatário pode utilizar os ativos alugados para transações de curto prazo e ganhar com a oscilação do mercado. É uma boa opção para traders, por exemplo.

 

Leia também: Gerenciamento de riscos em Day Trade: como fazer? 

Leia também: Os melhores aplicativos para Day Trade

Long and short

Já imaginou não perder dinheiro mesmo quando a Bolsa cai? É o que os adeptos do long and short buscam conseguir. Essa estratégia combina operações de compra e venda de dois ativos – o lucro virá da diferença de performance dos dois. Para ser vantajoso, só é necessário que o ativo long tenha melhor performance do que o ativo short. Funciona assim: o investidor compra a ação long – a que ele acredita que terá um bom desempenho e ao mesmo tempo, vende com aluguel a ação que espera que não desempenhará tão bem (short). 

A ação é não direcional, ou seja, não está relacionada com a movimentação direcional do mercado, mas sim na performance de dois ativos adquiridos. 

Conclusão 

Ferramentas inteligentes e seguras podem facilitar sua jornada na Bolsa de Valores. Com o uso correto de estratégias para investir em ações e uma estratégia bem definida é possível potencializar seus resultados na B3 e ganhar mais dinheiro. 

Você já conhecia alguma dessas estratégias para investir em ações? Já fez uso delas ou conhece alguém que opera dessas maneiras? Comente aqui embaixo!

Quer aprender mais? Leia esse livro: Ações comuns, lucros extraordinários