Você já sabe que o contrato a termo foi a primeira modalidade de derivativo conhecida pela sociedade. Aqueles contratos, ainda primitivos, já apresentavam o conceito básico das negociações a futuro – contrate agora e acerte o pagamento depois.

Atualmente, os contratos a termo são negociados sobre mercadorias, ações, moedas, títulos públicos, dentre outros.

Definição

Promessa de compra/venda em que as partes contratantes especificam o objeto do contrato e o seu volume, estipulam o preço, e estabelecem a data de entrega, que coincide com o pagamento.

 

Características do Mercado a Termo

Negociação: os contratos a termo podem ser encontrados em bolsa, mas são mais comumente negociados no mercado de balcão (contratos bilaterais negociados fora das bolsas).

Ausência de mobilidade de posições: em geral, os contratos a termo são liquidados integralmente no vencimento, não havendo possibilidade de sair da posição antes disso. Essa característica impede o repasse do compromisso a outro participante. Em alguns contratos a termo negociados em bolsa, a liquidação da operação a termo pode ser antecipada pela vontade do comprador. Partes envolvidas.

Comprador a Termo: Adquire o direito de receber o ativo em uma data futura estabelecida pelo contrato, com a obrigação de pagar o preço acordado.

Vendedor a Termo: Adquire o direito de receber na data futura o preço fixado e assume a obrigação de entregar o ativo.

Financiador a Termo: Investidor que não deseja possuir o ativo objeto e sim retorno sobre o investimento em forma de taxa de juros.

 

Mercado a Termo – Bovespa

Na Bovespa, o contrato a termo é feito por duas pontas, o financiador e o comprador. O financiador a termo compra as ações no mercado à vista e as vende a termo para o comprador, acrescidos de uma Taxa de Juros, que deverá ser paga no futuro. Já o comprador a termo, possibilita a participação no mercado, sem a posse do capital normalmente necessário.

O prazo do contrato é preestabelecido. Os prazos permitidos para negociação a termo são de no mínimo 16 dias e no máximo 999 dias corridos. Título-objeto é a ação negociada a termo. Todas as ações negociáveis na BOVESPA podem ser objeto de um contrato a termo. O preço a termo de uma ação resulta da adição, ao valor cotado no mercado a vista, de uma parcela correspondente ao juros, que é fixado livremente em mercado, em função do prazo do contrato.

Por Alvaro Esteves em terça-feira, 9 de junho de 2009