Melhores investimentos: opções mais rentáveis que a poupança

Por |2018-06-08T08:00:47+00:0019 de setembro de 2016|

Com a inflação em alta, poupar parece ter se tornado uma tarefa ainda mais difícil. Não é à toa que muitos brasileiros entraram na lista de maus pagadores em 2016. A desinformação e o receio excessivo de repensar hábitos financeiros faz com que muitas pessoas ainda guardem dinheiro na poupança.

melhores-investimentos-opcoes-mais-rentaveis-que-poupanca

Esta modalidade é a favorita de muitos poupadores, contudo vem continuamente perdendo adeptos. Nos tempos atuais, ela não se mostra uma boa opção para quem quer ver o capital render, já que o rendimento poupança tem mostrado desempenho negativo.

A popularidade da poupança, felizmente, está perdendo força. Isso porque as opções de melhores investimentos estão ficando cada vez mais conhecidas no país inteiro. Quer fazer parte do time de vencedores e fazer o dinheiro trabalhar por você? Veja, então, algumas alternativas para investir em modalidades mais rentáveis que a caderneta.

Bolsa de Valores

Para quem quer usufruir de todo o potencial de retorno que o Mercado de Ações oferece, investir na Bolsa de Valores é uma ótima ideia. O investidor que tiver disciplina e persistência poderá realizar lucros excepcionais.

Entre as possibilidades de investimento nesta modalidade estão: comprar e vender ativos de empresas renomadas, como ações PETR4 e VALE5, investir no dólar e em produtos agrícolas, e se tornar sócio de companhias norte-americanas, como Microsoft e Nike.  

Entretanto, muitos investidores iniciantes ainda têm receio de investir na renda variável, especialmente em cenários políticos e econômicos conturbados. Por isso, é comum se perguntarem: afinal, como investir na bolsa de valores em momentos de crise?

A boa notícia é que a bolsa pode oferecer oportunidades de negócio impressionantes nestes contextos justamente porque ocorre maior volatilidade. Com isso, o sobe e desce dos preços provocam situações de curto prazo em que se pode realizar excelentes lucros.

Letras de Câmbio

Menos conhecidas pelos poupadores, as Letras de Câmbio (LC) são títulos de renda fixa que oferecem rentabilidade bastante atrativa. Realizadas por empresas de crédito e financiamento, as chamadas Financeiras, esse investimento não possui prazo mínimo para emissão. Mas quanto maior o prazo aplicado, melhores serão seus resultados.

As Letras de Câmbio são asseguradas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), respeitando-se o limite de R$250 mil por CPF e por instituição. Mais um detalhe importante: sua aplicação em LC tem carência vinculada ao vencimento. Isto é, para resgatar você terá que aguardar o fim do prazo estipulado.  

Debêntures

Esse tipo de investimento corresponde a um empréstimo realizado pelo investidor a uma determinada empresa. Dentro deste escopo estão as companhias que não fazem parte do setor de crédito imobiliário nem de instituições financeiras. Ao investir em debêntures, uma pessoa se torna credora da empresa e receberá seu dinheiro acrescido de juros com ao final do contrato.

Quem tiver interesse em investir em debêntures, e quer saber como identificar as melhores oportunidades, deve levar em consideração não somente o potencial de retorno, mas também o risco de crédito. Uma boa opção dentro da realidade deste título pode ser as debêntures incentivadas. Ou seja, a possibilidade de emprestar dinheiro para que uma empresa invista em melhorias de infraestrutura, como construção de estradas e aeroportos.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O CDB é bastante conhecido por quem inicia no mundo dos investimentos. Em linhas gerais, esta opção se resume a emprestar dinheiro para o banco e recebê-lo acrescido de juros após determinado período.

O baixo risco, já que há garantia pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$250 mil, e a boa perspectiva especialmente no longo prazo, faz com que o CDB seja uma excelente opção. Mais um ponto positivo para este tipo de investimento é em relação à liquidez. Algumas opções de CDB permitem liquidez diária, algo semelhante ao tem-se acesso na poupança e que agrada muitos brasileiros.

Outra boa notícia é que esta modalidade permite ganhar rentabilidade em dobro. À primeira vista pode parecer complicado, mas não é: ao contratar um CDB você terá um ótimo retorno da renda fixa e poderá usar o dinheiro aplicado como margem de garantia para operar na Bolsa de Valores. Assim sendo, o dinheiro continua na renda fixa e ainda te dá a possibilidade de turbinar seus ganhos no Mercado de Ações.

Tesouro Direto

Uma das primeiras alternativas dadas para quem quer poupar, mas ainda não entende muito do assunto, é a compra de títulos do Tesouro Direto. Esse programa é uma parceria entre o Tesouro Nacional e a BM&F Bovespa, e permite a compra de títulos públicos através da internet.

Bastante seguro e acessível, o tesouro oferece rentabilidade bem mais interessante que a poupança. A maior vantagem é que esse investimento de renda fixa é muito democrático e pode ser realizado tanto por quem tem pouco quanto por quem possui muito capital.

Assim como o CDB, os títulos do Tesouro Direto também podem ser usados como margem de garantia para aplicar na Bolsa de Valores. E a possibilidade de rentabilidade em dobro continua. Você não precisa tirar o dinheiro da renda fixa para realizar lucros na renda variável.

Estes são alguns exemplos de melhores investimentos que oferecem retorno mais interessante que a poupança. É uma excelente amostra sobre as diversas possibilidades que o Mercado Financeiro oferece.
E seus investimentos? Onde você aplica capital em busca de retorno superior à poupança? Conte para nós aqui nos comentários!

Veja também