Em nosso último artigo, tratamos sobre as ações no imposto de renda e sobre operações daytrade, além da tributação sobre dividendos, desdobramentos e bonificações.

Neste artigo, trataremos sobre a tributação sobre opções.

Basicamente, as operações com opções estão sujeitas às mesmas regras da negociação de ações.

Caso não haja exercício ou vencimento da opção, o imposto deve ser apurado no momento do fechamento da operação, ou seja, quando sua posição, seja comprada ou vendida, é reduzida ou zerada. Para cálculo do lucro, deve ser confrontado o preço médio na posição com o preço da venda, no caso de operações compradas, ou o preço de compra, no caso de operações vendidas. Como “preço” da opção, devemos sempre considerar o valor do prêmio pago ou recebido.

Isenção

Diferentemente do mercado de ações, em que há isenção no pagamento de imposto nos meses com vendas até R$20.000,00, no mercado de opções não há nenhum tipo de isenção.

Exercício de Opções

Quando um investidor exerce ou é exercido, deve atentar para algumas regras específicas para esse tipo de operação. No caso do titular de uma opção de compra, o lucro será composto pela diferença entre o valor de venda a vista do ativo exercido e o preço de exercício da opção, acrescido do valor do prêmio. Para exemplificar, suponha que você tenha comprado uma opção ACAOJ26 pagando um prêmio de R$2,50. No dia do vencimento, você exerceu a compra do ativo ACAO4 pelo valor de R$26,00, e logo em seguida realizou a venda no mercado à vista por R$29,50. Dessa forma, seu lucro será de (R$29,50 – R$26,00 + R$2,50), ou seja, R$1,00 por opção. Caso o investidor não realize a venda das opções, ele deverá adicionar o ativo ACAO4 à sua posição considerando um preço de aquisição equivalente ao preço de exercício da opção (R$26,00) acrescido do valor do prêmio pago (R$2,50). Para o lançador da opção, a apuração é exatamente igual, porém considerando a posição inversa. Em nosso exemplo, o lançador terá um prejuízo equivalente à R$1,00 por opção, caso tenha adquirido o ativo ACAO4 no dia em que foi exercido. Caso já tivesse o mesmo em sua posição, poderia considerar seu preço médio no cálculo.

Opções que viraram pó

Para opções que venceram e não foram exercidas, o investidor deve considerar o fechamento da opção como uma venda (para posições compradas) ou uma compra (para posições vendidas) realizada à preço R$0,00. Dessa forma, um investidor que laçou a opção ACAOJ26, recebeu um prêmio de R$2,50 e não foi exercido irá apurar um lucro de R$2,50 por opção. A mesma regra vale para o comprador, que irá apurar uma perda de R$2,50.

Para finalizar, recomendo a Calculadora de Imposto de Renda para Investidores, que calcula de maneira automática todos os passos da apuração e declaração do imposto de renda em renda variável.

Por Frederico Skwara em quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Veja também