Como Escolher Uma Corretora de Valores?

Por |2018-06-08T07:59:40+00:0018 de março de 2014|

Saber como escolher uma corretora de valores é importante para evitar surpresas desagradáveis com o seu dinheiro. Mesmo assim, muito investidores esquecem desta etapa e acabam abrindo conta na primeira corretora de valores que aparece pela frente, que na maioria dos casos não é a mais indicada para o perfil da pessoa.

Aqui vamos dar algumas dicas com base em nossa extensa pesquisa para desenvolver nossa ferramenta de comparar corretoras de valores:

comparar corretoras de valores

Atualmente existem mais de 80 corretoras de valores cadastradas na BM&FBovespa e o que cada uma delas oferece a seus clientes varia muito. Para facilitar, juntamos os 4 principais pontos que você deve avaliar antes de começar a fazer seus investimentos:

  1. Preço
  2. Atendimento
  3. Ferramentas
  4. Serviços

1. Preço

como escolher uma corretora de valoresOs valores cobrados nas taxas variam bastante. Algumas corretoras de valores chegam a cobrar R$ 50,00 por ordem executada, enquanto outras cobram menos de R$ 2,00. No entanto, lembre-se de que não é só a taxa de corretagem que você deve comparar, existem diversas taxas que serão cobradas de você.

Entre as taxas que você deve prestar atenção estão:

Taxa de Corretagem:

Dependendo da corretora de valores, as taxas de corretagem podem variar dependendo do tipo de mercado em que é executada: a vista, fracionário, opções ou no mercado futuro. Também é comum existirem diferenças nas taxas de day-trade (compra e venda no mesmo dia) e de operações normais (compra e venda em datas diferentes).

DICA: avalie qual o tipo de ativo você irá negociar e com qual frequência, assim será fácil determinar qual corretora oferece os valores mais atrativos para o seu perfil.

Taxa de Custódia Mensal:

A taxa de custódia é referente ao serviço que a corretora presta à você de “guardar” os seus ativo, portanto ela é cobrada somente quando o investidor possuir alguma posição em ativos de renda variável naquele mês.

Os valores de mercado para a custódia também varia bastante, indo de zero até mais de R$ 30 por mês.

Algumas corretoras de valores não cobram, outras cobram apenas se não houver ordens executadas no mês e outras cobram independente disso.

 

Taxa para o Tesouro Direto:

A taxa de administração no Tesouro Direto é cobrada sobre o valor total investido em título públicos.

Na prática não faria sentido cobrar uma “taxa de administração” uma vez que a corretora de valores não faz nenhum trabalho de gestão de carteira. É o próprio investidor quem decide quais títulos e quando deseja comprar.

No entanto, a grande maioria das corretoras cobra esta taxa, que chega a variar de 0% a 2% ao ano, sobre o valor total investido. (O próprio Tesouro Direto publica regularmente o ranking das taxas cobradas pelas instituições financeiras, para ver clique aqui.)

Como está taxa é sobre o valor investido, afeta diretamente a rentabilidade de seus investimentos. Portanto, caso seu objetivo seja unicamente investir no Tesouro Direto, procure as instituições que não cobram taxas para isso.

DICA: Outros fatores a serem considerados são: se a corretora é agente integrado, o que permite que você compre e venda títulos públicos diretamente pelo Home Broker e quantos dias demora para que o saldo das vendas seja repassado à sua conta (a maioria faz no mesmo dia, porém algumas levam até 3 dias úteis).

Home Broker ou Mesa de Operações:

Avalie qual será o canal de negociação que você pretende utilizar.

Existem corretoras de valores que oferecem ótimas taxas para negociação em Home Broker (online), porém as taxas para ordens enviadas pela Mesa de Operações (telefone) costumam ser bem mais caras.

Taxa de Saque:

Algumas corretoras de valores cobram taxas quando o cliente solicita saques de sua conta, ou repassam o valor cobrado pela transferência bancária.

Atenção: Não Escolha Somente Pelo Preço

Embora seja tentador, você não deve escolher somente baseado no preço das taxas cobradas pela corretora de valores. Um atendimento ruim ou ferramentas limitadas, podem custar caro na hora de investir seu dinheiro.

2. Atendimento da Corretora

como escolher uma corretora de valores

“Não espere precisar para descobrir que o atendimento da corretora é ruim.”

A disponibilidade da corretora de valores para atender seus clientes e a qualidade deste atendimento, fazem uma enorme diferença na hora de resolver problemas.

Enquanto algumas corretoras de valores são bastante acessíveis, com diversos canais de comunicação e uma equipe bem treinada, outras são difíceis de entrar em contato e algumas vezes os atendentes não sabem informar nem as taxas de corretagem.

DICA: Antes de abrir sua conta, teste os diferentes canais de atendimento da corretora. Ligue, mande e-mail, teste o chat online e veja o quanto é fácil de entrar em contato para tirar dúvidas.

3. Ferramentas Oferecidas

escolher corretora de valores

“Você precisa mesmo de tudo isso?”

Antigamente as ferramentas oferecidas pelas corretoras de valores eram um grande diferencial, porém atualmente isso é cada vez menos verdade.

Você não precisa depender de corretoras para ter acesso à ferramentas de qualidade. Um exemplo disso são as ferramentas oferecidas no Bússola do Investidor, como nossa Calculadora de Imposto de Renda e nossa Plataforma de Análise Técnica.

No entanto, veja algumas coisas que você pode analisar em sua corretora:

Home Broker

Algumas corretoras de valores oferecem o envio de ordens básico, enquanto outras oferecem ferramentas gráficas, indicadores, acompanhamento de trades ao vivo, chat com analistas, etc.

A tecnologia usada varia, podendo afetar a velocidade com que as ordens são executadas.

Tesouro Direto

Na grande maioria das corretoras de valores, os Títulos Públicos ainda são negociados pelo site do Tesouro Direto. No entanto, algumas corretoras de valores oferecem a facilidade do sistema integrado, que possibilita ao investidor comprar, vender e ver seu extrato diretamente no sistema da corretora.

Sistema Mobile

Algumas corretoras de valores oferecem aplicativos para smartphones e tablets, que podem ser gratuitos ou cobrados a parte.

Plataformas Profissionais

Investidores mais sofisticados preferem ferramentas desktop, que apesar de serem muito mais caras, oferecem ainda mais recursos. Algumas corretoras oferecem esse tipo de serviço gratuitamente, dependendo do número de ordens executadas no mês.

4. Serviços Prestados pela Corretora

corretoras de valores

Serviços complementares também fazem uma grande diferença e assim como os demais critérios, variam bastante principalmente quanto qualidade. A diferença entre eles pode ser decisiva na hora de escolher uma corretora de valores:

Relatórios de Análise

A divulgação de carteiras recomendadas e a qualidade dos relatórios devem ser consideradas. Peça para receber um relatório antes de abrir sua conta e veja se a análise realizada é suficiente para você e se as recomendações foram bem sucedidas.

Produtos

Enquanto algumas corretoras de valores têm a atuação restrita a ações, outras oferecem uma série de produtos a seus clientes que variam desde Fundos de Investimento, previdência e até seguros.

Comunidade

Veja se o site da corretora de valores permite interação com outros investidores por meio de fórum, enquetes, etc.

Ferramentas de Análise

Existem aquelas que oferecem análise integrada ao Home Broker, outras de maneira separada e outras que não oferecem.

Educacional

Algumas promovem cursos presenciais e palestras, além de possuir material educacional gratuito no site. Veja qual a qualidade deste material, quanto cobram por isso e se ele é adequado para você.

ABC-BANNER

Ferramenta para escolher uma corretoras de valores

Saber como escolher uma corretora, apesar de não ser uma tarefa simples, é algo que realmente vale o esforço! Para ajudar neste trabalho, desenvolvemos uma ferramenta gratuita que permite comparar lado a lado todas as corretoras cadastradas na BM&F Bovespa.

Acesse aqui o Guia de Corretoras de Valores para comparar todas as taxas, preços, serviços e informações sobre cada uma delas.

E você, como escolheu sua corretora de valores?

 

Veja também