Como Investir na Bolsa de Valores

Por |2018-09-04T19:58:42+00:0031 de agosto de 2018|

Como investir na bolsa de valores? Essa é uma pergunta muito comum e que, provavelmente, você já a fez ou está fazendo agora mesmo.

Por isso, se você já sabe o que fazer com o seu dinheiro, e isso é investir na bolsa, então este post é para você.

Se ainda não sabe o que quer fazer com seu dinheiro, e de quebra sempre quis saber como funciona isso de investir na bolsa e operar ações, este post também é para você!

A primeira a coisa a saber é: se você já sabe que quer investir em ações, deve começar de fato a investir. Isso pode ser feito em poucos passos e você verá que investir na bolsa de valores é tão fácil como aplicar seu dinheiro em qualquer outro investimento.

Para começar:

1. Escolha a sua Corretora

As negociações na bolsa são intermediadas por corretoras e bancos, assim, o primeiro passo de como investir na bolsa é escolher qual corretora de valores está de acordo com o seu perfil.

Para isso, leia o artigo Como escolher uma Corretora de Valores, que explica de modo fácil tudo o que você deve saber.

Existem dezenas de corretoras e bancos que oferecem estes serviços, mas o nível do serviço prestado, as ferramentas e as tarifas variam muito de um lugar para o outro.

Em geral, as corretoras apresentam taxas inferiores às dos bancos, mas muita gente prefere investir pelo seu banco, pela comodidade de não ter de abrir uma nova conta em uma corretora.

Para tirar suas dúvidas a ajuda-lo a escolher a corretora que melhor se encaixa nos seus requisitos, o Bússola do Investidor preparou o mais completo Guia de Corretoras de Valores do Brasil. Com ele você pode comparar as qualidades de cada uma e ver como outros investidores as avaliam.

Se você for um investidor iniciante, considere também o apoio educacional que sua corretora oferece, ela será um dos principais aliados em aprender como investir na bolsa de valores, junto com o Bússola do Investidor.

2. Aprenda a usar seu Home Broker

Depois de passada a parte burocrática de envio de documentação, registro e autenticação nas corretoras, você terá acesso a uma plataforma online pela qual vai realizar suas ordens de compra e venda.

Essa plataforma é geralmente disponibilizada pela grande maioria das corretoras e tem o nome de Home Broker, ou seja, o seu “corretor em casa” .

Cada Home Broker tem serviços e funcionalidades diferentes, como você pode avaliar no nosso Guia de Corretoras, mas, em geral, a lógica é a mesma.

Você poderá configurar seu monitor da maneira que preferir para visualizar gráficos e cotações das ações. Na maioria dos Home Brokers, basta clicar no ativo que aparecerá uma janela para que escolha preço e quantidade que quer comprar ou vender, após selecionas basta clicar no envio da ordem e aguardar que o negócio seja feito.

3. Escolha suas ações

Antes de realizar qualquer operação, se informe, leia sobre as empresas, analise seus resultados financeiros, ouça o que outros investidores estão comentando etc.

Quando você já tiver mais conhecimento, poderá também utilizar Análise Técnica e Análise Fundamentalista para que sua escolha seja a melhor possível.

Parece difícil tomar a decisão certa, não é mesmo? Mas, pode ficar tranquilo, no Bússola do Investidor você encontra tudo o que precisa para acertar em cheio no seu investimento.

Só não esqueça, a dedicação e a paciência para aprender são por sua conta.

4. Faça a sua oferta!

Existem milhares preços que outros investidores estão ofertando ou demandando, esse conjunto de preços se chama book de ofertas.

O preço da ação é uma média desses preços.

Por definição o preço que estão pedindo para vender o ativo (os ofertantes) é maior que o preço demandado por quem quer comprar, pois todo mundo quer comprar o mais barato possível.

Para ativos líquidos, se você quiser comprar a um preço muito abaixo do preço praticado naquele momento, pode ser que a operação não se conclua no mesmo dia.

Assim, se você acha que o preço do momento está interessante, mande sua oferta de compra ao preço de mercado. Sua operação será concluída em poucos segundo e você terá as ações que queria comprar.

5. Acompanhe o mercado

Depois de entender os primeiros passos de como investir na bolsa e já compradas as suas ações, seu trabalho como investidor ainda não acabou!

Continue se atualizando constantemente com notícias, artigos, opiniões de analistas, etc. Aproveitar os momentos certos para vender é tão importante como saber qual ação comprar.

Utilize ferramentas de apoio, como o controle de carteira dentro da Calculadora de IR do Bússola do Investidor, para acompanhar a rentabilidade de sua carteira.

E por último, mas não menos importante:

6. Tenha disciplina!

Agora que você já sabe como investir na bolsa de valores, não esqueça: a única coisa certa nos seus investimentos em ações é que os preços vão subir e descer.

Portanto, não fique desesperado com o sobe e desce do mercado, tenha foco e lembre-se do seus objetivos com este investimento.

No longo prazo e com um portfólio diversificado, a bolsa de valores é um investimento seguro e pode contribuir para que você alcance seus objetivos.

 

Gostou das dicas? Se achou interessante a ideia de começar a investir, lhe convidamos a conhecer o nosso Guia da Bolsa Para Iniciantes, onde abordamos separadamente cada um dos tópicos acima.

Bons investimentos!

Veja também