Para que uma empresa ou qualquer tipo de empreendimento cresça, é necessário entender e analisar os resultados oriundos de suas operações. Para isso ser feito corretamente, entram em cena os indicadores financeiros. Como o próprio nome já diz, eles são responsáveis por demonstrar todos os índices fundamentais do setor financeiro do negócio em questão. Assim, estes indicadores são muito importantes na avaliação do desempenho da empresa.

Sabemos que qualquer negócio precisa de recursos e capital para ser investido e para pagar suas dívidas. Portanto, os indicadores financeiros são utilizados para conduzir adequadamente a gestão destes recursos. Assim, compreendendo a situação da empresa, é possível criar novos planos de ação e estratégias para auxiliar nos resultados a longo prazo.

O que são indicadores financeiros?

Os indicadores financeiros são métricas de performance, oriundos dos demonstrativos financeiros que abarcam um empreendimento.

Resumidamente, eles existem para transmitir informações necessárias para a análise da performance organizacional e na tomada de decisão.

No ramo dos investimentos, os indicadores financeiros são essenciais. Eles são úteis para a tomada de decisão sobre qual investimento é o melhor a se fazer. Com os dados em mãos, por exemplo, você pode investir em algo que te dê o maior lucro possível.

Principais indicadores financeiros

Dentro da análise financeira, estes indicadores podem estar em 4 categorias diferentes:

  • Indicadores de lucratividade: são responsáveis por relacionar algum dado referente ao DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) com a receita líquida da empresa. Este tipo de indicador mostra quanto que a empresa teve de lucro em um certo período;
    Margem bruta: relaciona o lucro bruto do empreendimento com os valores das vendas;
    Margem EBIT: mede apenas o lucro das operações do negócio.

 

  • Indicadores de rentabilidade: detectam o lucro da empresa em relação às receitas geradas pelas vendas, capital foi investido pela empresa e ativos;
    Margem operacional: corresponde ao valor restante no orçamento após o abatimento das despesas, menos o imposto de renda;
    Margem líquida: determina o valor total ocioso no caixa depois do abatimento de absolutamente todas as despesas, incluindo o imposto de renda;
    Margem EBITDA: mede o lucro do negócio, mas não conta os juros, impostos, amortização e depreciação.

 

  • Indicadores de estrutura de capital: têm como principal função analisar o índice de endividamento do negócio e identificar se o mesmo pode gerar dinheiro para arcar com os juros;
    Endividamento total: é utilizado para fazer a relação entre todos os valores das dívidas do empreendimento com os valores que são investidos pela compra de ações;
    Cobertura de juros: aponta se há a chance de quitar as dívidas sem causar impacto no orçamento da empresa.

 

  • Indicadores de liquidez: avaliam a viabilidade do orçamento atual que será utilizado para pagar todos os compromissos dentro de um prazo pequeno;
    Liquidez corrente: faz um balanço entre as contas a pagar e receber do seu negócio dentro de um certo prazo. Para obtê-la, dividi-se o valor de ativo circulante pelo passivo circulante;
    Liquidez imediata: Para obter este indicador, é só dividir o total disponível em caixa pelo passivo circulante.

 

  • Indicadores de atividade: analisam o tempo que a empresa vai levar para transformar as contas em vendas ou em caixa.
    Giro de caixa: indica qual a parcela do valor oriundo das vendas é diretamente utilizada para financiar as operações do negócio. É inversamente proporcional ao índice de liquidez corrente, geralmente;
    Fluxo de caixa: indicador mais simples de ser analisado e um dos mais utilizados e conhecidos, tem a função de medir a diferença entre os valores das receitas com as despesas do negócio

 

O mais importante agora é saber analisar estes indicadores. Você sabe como fazer isso? Vamos lá!

Como analisar os indicadores financeiros

Para que toda a análise dos indicadores financeiros realmente seja útil para a instituição, é necessário traçar estratégias para isso.

Primeiramente, é importante avaliar o planejamento estratégico do seu negócio e verificar o que o seu empreendimento precisa neste momento. A partir daí, você conseguirá identificar quais serão os indicadores mais úteis para a empresa.

Feito isso, é válido escolher uma maneira de fazer o acompanhamento dos dados. Para isso, a utilização de relatórios financeiros é uma ótima opção, pois você conseguirá acompanhar os indicadores.

Neste mesmo quesito, a definição de um período de avaliação para cada um dos principais indicadores é super importante para acompanhar as métricas. Ou, inclusive, utilizar softwares de gestão, como um ERP, é uma forma mais atual e robusta para fazer esta análise.

Com os resultados em mãos, está na hora da interpretação das informações obtidas. Como estes resultados impactam a sua empresa? O que os indicadores financeiros demonstram sobre o seu empreendimento? Está tudo dentro do planejamento?

É mais que importante responder estas perguntas, pois cada negócio é único e nem sempre a mesma margem de contribuição é boa para todas as empresas.

Com a análise completa, veja os resultados e implemente estratégias para melhorar e impulsionar sua empresa, com base nos indicadores financeiros.

Indicadores importantes na hora de investir

E para os investidores? Será que os indicadores também são importantes na escolha dos melhores investimentos e na hora correta para investir? A resposta é “sim!”.

Links extremamente úteis:

 

Antes de investir, é super importante avaliar criteriosamente os indicadores financeiros. Obviamente, quando você investe em algo, você pensa em ter um retorno. Ademais, o objetivo é que esse investimento dure por longos períodos ou, no mínimo, um ano.

Portanto, avaliar os indicadores é de suma importância para o sucesso de seus investimentos, bem como numa maior chance de lucro sobre o dinheiro investido.

Os indicadores financeiros são amplamente utilizados na gestão das empresas e negócios. O seu principal papel é monitorar o setor financeiro da empresa para, posteriormente, implementar planos e estratégias que auxiliem no crescimento do empreendimento.

Voltados para os investimentos, estes indicadores também são úteis na tomada de decisão. Que tal investir agora mesmo?