ABC do Investidor: Tire todas as suas dúvidas aqui

Confira os termos do dicionário do investidor, conteúdo especializado para quem quer saber tudo sobre as expressões que fazem parte desse mercado

Tesouro Direto

Tesouro Direto é a forma mais simples, prática e segura de investir nos títulos públicos emitidos pelo Governo Federal.

É um programa do Tesouro Nacional, em parceria com a B3, criado em janeiro de 2002. A criação teve como objetivo principal a acessibilidade a todos os investidores, ou seja, ele engloba desde os pequenos até os grandes investidores.

Diferentemente de CDB, LCI, LCA e mesmo da poupança, em que há o risco de a instituição (banco ou financeira) falir, no caso dos papéis da dívida pública federal esse risco não existe.

Por isso, ao investir nos papéis do Tesouro Direto, você empresta dinheiro ao governo que, ao final do vencimento daquele título, devolverá a quantia aplicada mais uma taxa de retorno (que pode ser prefixada ou pós-fixada) sobre esse valor.