ABC do Investidor: Tire todas as suas dúvidas aqui

Confira os termos do dicionário do investidor, conteúdo especializado para quem quer saber tudo sobre as expressões que fazem parte desse mercado

Crise Financeira Asiática

A crise financeira asiática, também chamada de “Contágio Asiático”, foi uma série de desvalorizações monetárias e outros eventos que se espalharam por muitos mercados asiáticos a partir do verão de 1997. Os mercados cambiais falharam primeiro na Tailândia como resultado da decisão do governo de não atrelar mais a moeda local ao dólar dos EUA (USD). As quedas de moeda se espalharam rapidamente por todo o sul da Ásia, causando, por sua vez, quedas no mercado de ações, redução das receitas de importação e reviravolta do governo.

Como resultado da desvalorização do Baht da Tailândia, uma grande parte das moedas do leste asiático caiu em até 38%. As ações internacionais também caíram até 60%. Felizmente, a crise financeira asiática foi causada pela intervenção financeira do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial. No entanto, as quedas do mercado também foram sentidas nos Estados Unidos, Europa e Rússia, à medida que as economias asiáticas caíram.

Como resultado da crise, muitas nações adotaram medidas protecionistas para garantir a estabilidade de suas próprias moedas. Muitas vezes, isso levou a uma forte compra de títulos do Tesouro dos EUA, que são usados ​​como investimentos globais pela maioria das soberanias do mundo. A crise asiática levou a algumas reformas financeiras e governamentais necessárias em países como Tailândia, Coréia do Sul, Japão e Indonésia. Ele também serve como um estudo de caso valioso para economistas que tentam entender os mercados entrelaçados de hoje, especialmente no que se refere ao comércio de moedas e ao gerenciamento de contas nacionais.