Tabela para apuração de IR sobre investimentos em bolsa de valores

Por |2018-06-08T07:59:48+00:0026 de fevereiro de 2015|

O cálculo do imposto de renda para investidores é muito mais trabalhoso. Se você tem dúvidas sobre a apuração do IR sobre investimento, separamos dicas rápidas e sucintas.

Para facilitar sua vida de Trader, deixo uma tabela retirada diretamente da calculadora automática de imposto de renda aqui do Bússola do Investidor.

Antes de usar esta tabela você vai precisar de algumas informações:

  • O resultado de suas operações do mês (valor do lucro ou prejuízo, em reais), por tipo de operação (FIIs – Fundos de Investimento Imobiliário; Day Trade; e Não Day Trade)
  • Seus prejuízos acumulados, também por tipo de operação.
  • Seu saldo de IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) a compensar acumulado.

Caso precise de ajuda dê uma olhada em nosso e-Book grátis 8 Passos para o Imposto de Renda na Bolsa de Valores. Agora finalmente vamos para a tabela:

apuração do IR sobre investimento

1- Calcular a isenção

tabela-2

    • Coloque na linha “Alienações no Mercado à vista” o valor total de suas vendas no mês no mercado a vista.
    • Caso as vendas do mês tenham ficado abaixo de R$ 20.000 calcule o lucro obtido apenas com as operação Não Day Trade. Caso tenha existido lucro, este é isento, coloque o valor do lucro na linha “Lucro Isento no Mercado à vista” na coluna “Comuns”.

2- Calcular os ganhos

apuração do IR sobre investimento

    • Para cada mercado coloque o resultado das operações Não Day Trade na coluna do meio e das operações Day Trade na coluna da direita. Informe lucros e prejuízos.

3- Calcular o Imposto Devido

apuração do IR sobre investimento

    • Coloque na primeira linha, “RESULTADO LÍQUIDO NO MÊS” a soma dos resultados informados no item anterior.
    • Informe na linha “Prejuízo a compensar” os prejuízos acumulados em meses anteriores e ainda não compensados.
    • Calcule o valor do imposto devido, subtraindo do resultado do mês (linha 1) o valor do prejuízo a compensar (linha 4), caso o resultado seja positivo multiplique ele pela alíquota correspondente (linha 5) e anote o imposto devido na última linha.

4- Abater IRRF, gerar DARF e pagar

apuração do IR sobre investimento

    • Nesta última parte da tabela anote o saldo de IRRF ainda não compensado de meses anteriores na primeira linha (“IRRF até o mês”) e o IRRF do mês na segunda linha (“IRRF do mês”).
    • Na última linha informe o imposto a pagar, que é o valor da soma do imposto devido menos os saldos de IRRFs preenchidos.
    • Gere um DARF e pague seu imposto. Caso tenha dúvidas de como gerar o DARF dê uma olhada neste passo a passo.

Atenção: o trabalho ainda não acabou! Guarde as informações porque você vai precisar delas para sua declaração anual.

A tabela usada neste exemplo segue o mesmo layout do relatório que todo investidor precisa preencher no software da Receita.

Veja também