Finalmente Motivo para Comemorar, Aqui e Lá – Análise Ágora

Por |2018-06-08T07:58:46+00:003 de maio de 2013|

Finalmente os comprados aqui pelo Brasil tem algum motivo para comemorar neste ano de 2013.

Apesar do desempenho ainda sofrível neste ano, o Índice Bovespa conseguiu retomar uma terciária de alta desde o rompimento dos 55.546 pontos feito na terça-feira, retomando uma tendência positiva, mas enfrentando um batalhão de resistências cuja missão é atrapalhar os comprados.

gráfico ibovespa

A que mais me preocupa é a média móvel exponencial 200, que fica em 57.800 pontos, e só depois dela começa a ganhar uma clareza maior, diminuindo o grau de receio de nossas compras.

A tendência de prazo mais longo ainda não é confortável, mas essa melhora recente somente seria deixada de lado em caso de perda dos 54.140 pontos. Como são muitas resistências pelo caminho do Ibovespa, esse rompimento serve muito mais para trocar a nossa atitude e primeira peneirada das ações. Ou seja, se até então morríamos de medo em operar na compra papéis de maior peso no Índice, agora já podemos operar sem grandes sustos papéis como BVMF3, CPFE3, BRFS3, ALLL3, e outros de dentro do Índice, que continuam com firmes tendências de alta.

O Índice Dow Jones continua espetacular. A tendência é claramente de alta e pela primeira vez na história foi acima dos 15.000 pontos e seu objetivo agora fica em 15.300 pontos, que também pode ser atingido no curto prazo. Tudo está conspirando a favor por enquanto para a tendência de longo prazo, com o semanal bem bonito, seu Adx ganhando força compradora de novo e todas as médias importantes apontando para cima. Realizações podem acontecer, como a todos movimentos saudáveis de alta, mas somente complicariam a situação dos comprados em caso de perda dos 14.380 pontos,que ainda é o número chave na parte inferior do gráfico. A festa termina se ele for perdido.

Na semana passada falei aqui de algumas vendas, mas elas simplesmente não atingiram os pontos de entrada, portanto, morreram. Para as compras citadas, destaque para a OGXP3 que atingiu seu objetivo de quase 20% de alta em apenas dois pregões, para a ESTC3 que foi encerrada hoje e a RDNI3 que ainda me agrada e segue firme sua tendência de alta.

Como novidades, vou focar tanto em papéis mais líquidos, quanto naqueles de fora do Índice. TCSA3, ALLL3 e BVMF3 mostram belos gráficos semanais, enquanto que CESP6 e FLRY3 mostram por enquanto apenas melhoras no seu curtinho prazo.

A TCSA3 não é exatamente uma novidade e encerramos hoje uma operação de curtinho prazo iniciada há alguns dias. O objetivo era no topo anterior em R$ 9,34, mas a partir dele declara uma nova compra também para os prazos mais longos, ou seja, compondo uma carteira com duração de algumas semanas, em busca dos R$ 9,95 e já contando com bela ajuda do seu Adx tanto no diário quanto no semanal. Realizações pontuais podem acontecer, é claro, já que o papel subiu forte nos últimos dias. Mas isso não atrapalharia em nada a tendência de alta. A liquidez não é nenhuma Brastemp, por isso, nada de lote muito grande.

Dentre os papéis de maior liquidez no Ibovespa, um que mostra um agradável destaque positivo é a ALLL3. Desde que rompeu os R$ 9,00 no começo de fevereiro, segue firme e forte. A máxima do ano fica em R$ 10,9 e já está se transformando uma novela, já que foi testada várias vezes nos últimos dias. A situação é simples: basta romper este número para acordar de novo e puxar rápido até os R$ 11,50, o que é um senhor upside. Para quem gosta de olhar o Adx (e eu sou uma dessas pessoas), ele vem bonitinho vindo lá do chão, precisando unicamente do rompimento da resistência para realmente acordar e tentar novo rally. O suporte fica no fundo anterior em R$ 9,89 e é reforçado por sua mme50.

Mais um candidato de grande liquidez é a BVMF3, que se mostra destaque entre os mais líquidos deste o meio do ano passado e agora passando dos R$ 14,20 olha lá para o céu, com objetivo em R$ 16,35. Me parece interessantíssimo porque o pivot vai acontecendo no diário, semanal e mensal, ou seja, pode ser legal para quem quer uma ação para comprar por meia dúzia de dias, mas também para montar uma carteira de seis meses. Se você pensa que só porque ele está forte, não terá realizações, pode esquecer. Devido às fortes altas recentes, pode realizar, mas nada que assuste. Como a operação é longa, os números também o são, portanto, o stop fica só em R$ 12,60.

Sabe aquele papel que você passa dias e dias olhando para um possível rompimento, ele fica rondando a região e simplesmente não rompe? Então, o exemplo perfeito é a CESP6. Sua briga com o topo anterior em R$ 21,59 ainda está valendo e precisa do seu rompimento para cima para declarar uma compra mais pesada, de preferência já atropelando a mme200, que também é uma forte e chata resistência. Em caso de compras, o stop é bem comprido, só no fechamento de gap do ano passado em R$ 26,60. O Adx está bonito e seu gráfico semanal também, só falta o principal, que é garantir o rompimento.

Eu discordo que haja um jeito correto ou errado de se operar. Não acredito em fórmulas mágicas ou qualquer coisa do tipo, mas ao contrário da maioria das pessoas, eu gosto muito de operar reversões de tendência. Há semanas que não vejo a possibilidade de uma tão clara acontecer, como na FLRY3. O papel ainda acumula perto de 15% de queda neste ano, mas já tem os fundos ascendentes e agora só falta passar dos R$ 20,00 para finalmente melhorar e chamar compras com força. Se esse rompimento acontecer, outras duas coisas boas virão de brinde, como o Adx ajudando os comprados e a mme50 sendo rompida. A diferença desta operação para as que citei antes é no prazo, já que gosto dela apenas para o curtinho prazo, tentando um tiro bem rapidinho até os R$ 21,50. O suporte e stop fica em R$ 18,79, lembrando que o indicador OBV é outro indicador que também vai começando a agradar.

Para ninguém dizer que eu simplesmente fiquei totalmente otimista de uma semana para a outra, papéis como USIM3 e MRVE3 ainda estão perigosamente próximos de suportes fortes e seus rompimentos chamam vendas poderosas.

Bom final de semana para todos e até a próxima!!

 

Este relatório foi preparado pela equipe de análise de investimentos da Ágora Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. (“Ágora”), que é uma sociedade controlada pelo Banco Bradesco BBI S.A. (“BBI”), mesmo controlador da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários (“Bradesco Corretora”). O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Ágora.

Este relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, as informações aqui contidas não representam por parte da Ágora ou da Bradesco Corretora garantia de exatidão dos dados factuais utilizados. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 17 da Instrução CVM 483:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Ágora, à Bradesco Corretora, ao BBI e demais empresas do Grupo Bradesco.
A remuneração do(s) analista(s) de investimento está, direta ou indiretamente, influenciada pelo resultado proveniente dos negócios e operações financeiras realizadas pela Ágora, Bradesco Corretora e BBI.
O analista de investimentos Daniel Marques declara que possui vínculo com pessoa natural que trabalha para o emissor objeto de análise: PETROBRÁS.
O analista de investimento Daniel Marques declara que ele e/ou seu cônjuge ou companheira são, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, titulares de valores mobiliários objeto dos relatórios de análise: BBAS3, BBPO11, BVMF3, ENBR3, GGBR4, VALE5 e VIVT4.
O analista de investimento João Marcello Schoenberger declara que ele e/ou seu cônjuge ou companheira são, direta ou indiretamente, em nome próprio ou de terceiros, titulares de valores mobiliários objeto dos relatórios de análise: BBDC4, BVMF3, CSAN3, MILS3, KLBN4, MYPK3, PTBL3 E VLID3.
 
Declarações nos termos do art. 18 da Instrução CVM 483.
 
O Bradesco tem participação direta acima de 5% nas empresas Cielo S.A. e Odontoprev S.A. A Bradseg Participações Ltda., empresa do Grupo Bradesco, tem participação indireta acima de 5% no Fleury S.A. A BRADESPAR S.A., cujo grupo controlador é composto pelos mesmos acionistas que controlam o Bradesco, tem participação indireta acima de 5% na VALE S.A..
Ágora, Bradesco Corretora, Bradesco BBI e demais empresas do grupo Bradesco têm interesses financeiros e comerciais relevantes em relação ao emissor ou aos valores mobiliários objeto de análise.
O Bradesco BBI está participando como coordenador na oferta de distribuição pública de ações de BB Seguridade Participações S.A., BHG S.A. – Brazil Hospitality Group, Biosev S.A., Iguatemi Empresa de Shopping Centers S.A., Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A., Smiles S.A., de units de Abril Educação S.A. e debêntures da BR Malls Participações S.A., Cia de Gás de São Paulo – Comgás, Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A. e Rodovia das Colinas S.A. A Ágora e a Bradesco Corretora estão participando como instituições intermediárias na oferta de distribuição pública de ações da BB Seguridade Participações S.A., BHG S.A. – Brazil Hospitality Group, Biosev S.A., Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A., Senior Solution S.A., Smiles S.A., de units da Alupar Investimento S.A., de debêntures de Iochpe Maxion S.A., cotas de Fator IFIX Fundo de Investimento Imobiliário – FII, Fundo de Investimento Imobiliário – FII Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos, Fundo de Investimento Imobiliário General Shopping Ativo e Renda – FII, Fundo de Investimento Imobiliário – FII TB Office, Rio Bravo Crédito Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário – FII, Santander Agências Fundo de Investimento Imobiliário – FII e SP Downtown Fundo de Investimento Imobiliário FII.
Nos últimos 12 meses, o Bradesco BBI participou como coordenador nas ofertas públicas de distribuição de títulos e valores mobiliários das companhias: Aliansce, Ampla, Azul Linhas Aéreas, Banco BTG Pactual, Banco do Brasil, BB Progressivo II – FII, BNDESPAR, BR Pharma, Bradespar, Brasil Telecom, Brookfield Incorporações, BTG Pactual Holding, BTG Pactual Participations Ltd, BTG Pactual Pharma, CART, CCR Viaoeste, CEDAE, Chemical VII (FIDC), Colinas, Comgás, Companhia Brasileira de Distribuição, CPFL Energias Renováveis, EcoRodovias, Editora Abril, Eletropaulo, Embratel, Energest, Equatorial, Estácio, FII BTG Pactual Corporate Office Fund, Fleury, Gafisa, Galvão Participações, Gávea Crédito Estruturado (FIDC), GFV Holding, Gráfica e Editora Anglo, Iguatemi, JBS, Marfrig, Marisol, Mills, MMX Mineração, MRV Engenharia, OAS, OGX, OI, Petropar, Prosegur, Qualicorp, Queiroz Galvão, Rede Do´r São Luiz, Restoque (Le Lis Blanc), Rodobens, Sabesp, Sonae Sierra, Suzano Papel e Celulose, Ultrapar, Vale e Vix Logística. Também atuou como assessor financeiro de Alpargatas na operação com a Osklen.
Nos últimos 12 meses, a Ágora e/ou a Bradesco Corretora participaram, como instituições intermediárias, das ofertas públicas de títulos e valores mobiliários das companhias: Aliansce, BNDESPAR, Banco BTG Pactual, BB Progressivo II – FII, BR Pharma, BTG Pactual Participations Ltd, Equatorial, Estácio, FII BTG Pactual Corporate Office Fund, Fator Verità FII, Fibria, FII Vila Olimpia Corporate, Fundo de Índice ICO2, FII Maxi Renda, FII TRX, Linx, Locamérica, Marfrig, Minerva, Qualicorp, Santander Agências FII, SDI Logística Rio – FII, Suzano Papel e Celulose, Taesa, Triângulo do Sol, Unicasa e XP Corporate Macaé – FII.
A Bradesco Corretora recebe remuneração por serviços prestados como formador de mercado de ações da Alpargatas (ALPA4) e Odontoprev (ODPV3). O Bradesco recebe remuneração por serviços prestados como formador de mercado de debêntures da USIMINAS e BNDESPAR, e cotas do Fundo Imobiliário BB Progressivo II.

Veja também