Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Vaticano nega que investigação por roubo de documentos inclua cardeais


Por Último Instante em terça-feira, 29 de maio de 2012 - 16:54
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

29 de maio de 2012 - A única pessoa acusada formalmente pelo vazamento de documentos reservados do Vaticano é o mordomo do papa, Paolo Gabriele, afirmou nesta terça-feira o porta-voz vaticano, Federico Lombardi, que, por sua vez, também negou que outros cinco cardeais estejam sendo investigados.

Ao falar sobre as investigações do roubo dos documentos reservados ao papa Bento XVI e ao seu secretário Georg Gänswein, os mesmos que foram publicados pela imprensa, Lombardi confirmou que outras pessoas foram interrogadas, como é normal, mas nenhuma acabou detida.

Nesta terça-feira, a imprensa italiana, que já havia divulgado que cinco cardeais estavam sendo investigados neste caso, informa que os investigadores encontraram cartas já escritas e endereçadas aos receptadores dos documentos roubados na casa do mordomo.

Apesar de ter negado categoricamente o fato, Lombardi insistiu que a única pessoa acusada formalmente é Gabriele, de 46 anos.

O mordomo, que foi detido na última quarta-feira pela Gendarmaria vaticana, está preso em uma sala de máxima segurança do Vaticano e, segundo reiterou Lombardi, está decidido a colaborar com a Justiça.

De acordo com Lombardi, Gabriele ainda não foi interrogado pelo juiz instrutor, Piero Bonet. Ontem, o advogado de Gabriele, Carlo Fusco, assegurou em comunicado que seu cliente, de quem é amigo desde a infância, garantiu que responderá todas as perguntas e também colaborará com os investigadores.

Além de negar o envolvimento de outros cardeais, Lombardi também negou que por trás do roubo de documentos haja uma luta interna entre facções vaticanas contrárias ao atual secretário de Estado, Tarcisio Bertone, como defendem alguns veículos da imprensa.

Há valorações diferentes. Uns interpretam o ocorrido como uma luta pelo poder, outros, como eu, se limitam aos fatos, ressaltou Lombardi.

Perguntado sobre a reação de Bento XVI, Lombardi assinalou que o papa sofre uma dor particular, já que é preciso levar em conta que o até agora único detido é seu mordomo, uma pessoa muito próxima, amada e respeitada. Bento XVI quer que descubram a verdade, completou Lombardi.

(Redação com EFE - www.ultimoinstante.com.br) 


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 30/10/2014 20:59:12