Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Trabalhadores protestam em frente à Fiesp por melhores condições de trabalho na indústria avícola


Por Último Instante em quinta-feira, 26 de abril de 2012 - 15:01
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

26 de abril de 2012 - Trabalhadores da indústria de alimentação fizeram um protesto hoje (26), na Avenida Paulista, em frente à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), para reivindicar medidas para diminuir a ocorrência de lesões por esforço repetitivo no setor. O ato reuniu trabalhadores de avícolas e frigoríficos da Bahia, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso.

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação, Agroindústrias, Cooperativas de Cereais e Assalariados Rurais (Contac), esse segmento é o que registra a maior incidência de doenças trabalhistas no Brasil. Os organizadores estimaram a participação de 200 pessoas na manifestação, que não foi acompanhada pela polícia militar.

Conforme o presidente da Contac, Siderlei Oliveira, cerca de 25% dos trabalhadores do setor, que emprega um milhão de pessoas no país, estão afastados em razão de doenças trabalhistas. Por causa desse problema, uma comissão da confederação irá a Genebra, na Suíça, no dia 10 de maio, protocolar denúncia na Organização Internacional do Trabalho (OIT). “Esperamos que, com a pressão internacional, essa situação possa mudar no Brasil”, declarou.

Segundo Oliveira, as doenças de trabalho no setor se agravaram com o novo perfil da produção. “É uma situação que se acumulou nos últimos dez anos. Apesar dos mecanismos de segurança que existem hoje nas fábricas, as mutilações continuam, não mais com os cortes, mas uma mutilação interna, com a atrofia dos membros dos músculos”, afirmou.  

A Contac reivindica a aprovação de uma norma regulamentadora (NR), atualmente em negociação com as empresas, e que ainda será discutida, posteriormente, no Ministério do Trabalho.

“A NR contém 16 itens, mas três, especialmente, são essenciais. O primeiro é a diminuição do tempo de exposição, reduzindo a carga horária para seis horas diárias. O segundo é o aumento do tempo de intervalo, que hoje é de três intervalos de oito minutos a cada 50 minutos trabalhados, para dez minutos. Por fim, queremos a participação dos trabalhadores na implantação e fiscalização da norma”, explicou o presidente.

Adauto Cardoso, de Carambeí, no Paraná, trabalha no setor de abate de perus e está afastado há dois anos em função de problema nos ombros. O mesmo problema enfrenta Glicéria Landim, que trabalha há 28 anos em uma indústria que abate suínos em Marau, Rio Grande do Sul. Atualmente, Glicéria está afastada da linha de produção, após cirurgias no punho e no ombro, em decorrência de lesões por esforço repetitivo. “Onde eu trabalho, muitas pessoas passam por essa situação”, relata a trabalhadora.

(Agência Brasil)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 16/04/2014 19:53:14