Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Questão espanhola volta a derrubar bolsas no mundo


Por Nathalia Maximo em sexta-feira, 13 de abril de 2012 - 17:56
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

Em mais uma semana com os investidores preocupados com a economia da Espanha e da China, os mercados acionários do Brasil e dos Estados Unidos encerraram o período acumulando perdas. 

No caso específico da China, os investidores seguem atentos aos dados locais. A inflação em alta, aliada a queda nas importações e PIB com resultado pior do que o esperado dão o sinal que a economia chinesa já não tem o mesmo apetite para crescer.

Mercado Externo

Nos EUA, destaque começaram apenas terça-feira, para os estoques do atacado, que subiram 0,9% em fevereiro, superando as expectativas do mercado. Além disso, as vendas do segmento tiveram alta de 1,2% no período. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Comércio do país.

Em fevereiro, a relação entre vendas e estoque permaneceu inalterada em 1,17 mês. Em janeiro, os estoques tiveram alta de 0,6%, enquanto as vendas ficaram estáveis.

Na quarta-feira, destaque para os preços dos produtos importados pelos EUA, que dispararam 1,3% em março, principalmente em função dos custos altos do petróleo, informou o Departamento de Trabalho do país.  Em fevereiro, o dado foi revisado para queda de 0,1%, contra projeção anterior de 0,4%.


Na parte da tarde, foi divulgado que o orçamento do tesouro norte-americano registrou em março déficit de US$ 198 bilhões, de informou o Departamento de Tesouro do país. O resultado veio pior do que o esperado, de -US$ 188,7 bi. Em fevereiro, o saldo negativo ficou em US$ 231,7 bilhões.


A economia dos EUA em março seguiu em um ritmo de crescimento de modesto para moderado, de acordo com informações do Livro Bege. O documento que descreve a atividade economia nos distritos do Federal Reserve foi divulgado nesta tarde.

 

A expressão modesto para moderado foi também utilizado nas duas últimas edições do Livro Bege. Todos os 12 distritos mostraram melhoras, com Cleveland e St. Louis em ritmo moderado e Kansas City em ritmo rápido.

O número de americanos que entrou com pedidos de auxílio-desemprego na última semana aumentou em 13 mil para um total de 380 mil, este o é maior nível desde o fim de janeiro. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Trabalho do país.  Grande parte do aumento do indicador está relacionada com o início das férias da primavera. Neste período, motoristas de ônibus escolares e trabalhadores de cafeteria estão autorizados a pedir o benefício.

O déficit comercial dos Estados Unidos apresentou queda para US $ 46 bilhões em fevereiro, ante US$ 52,5 bilhões em janeiro, o que representa uma queda de 12,4%. É a maior queda desde maio de 2009. Os dados são do Departamento de Comércio.

O Departamento de Trabalho dos Estados Unidos informou na quinta-feira que a inflação ao produtor americano encerrou março estável, sendo que o mercado estimava uma alta de 0,3% para o período. Já o núcleo do indicador, que desconsidera os gastos com energia e alimentos, apresentou no período alta de 0,3%, contra expectativa dos investidores de 0,2%.
 

A inflação ao consumidor norte-americano registrou alta de 0,3% em março, informou nesta sexta-feira o Departamento de Trabalho do país. O resultado veio dentro do esperado. Já o núcleo do indicador, que exclui os preços de energia e alimentos, subiu 0,2%, também de acordo com as expectativas dos analistas. 

Com isso, o Dow Jones acumulou na semana perdas de 1,6% aos 12.849,7 pontos, enquanto o S&P 500 recuou em cinco dias 2,0% aos 1.370,26 pontos. Confira os gráficos de longo prazo:

src=//www.enfoque.com.br/EditorNoticias/imagens/djia_abr)sem02.jpg

src=//www.enfoque.com.br/EditorNoticias/imagens/sp500_abr_sem02.jpg

Mercado Interno


O IPC-S de 07 de abril de 2012 apresentou variação de 0,58%, 0,02 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa registrada na última divulgação. 

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou 0,56%, em março. Avariação registrada em fevereiro foi de 0,07%. Em 12 meses, o IGP-DI variou 3,32%. A taxa acumulada no ano é de 0,93%. O IGP-DI de março foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 31 do mês de referência. 

O Banco Central divulgou na segunda-feira o resultado de sua pesquisa semanal sobre as perspectivas da economia brasileira. O relatório Focus, como é conhecido, aponta para uma sensível queda na projeção do IPCA de 2012, indo de 5,27% na semana passada para 5,06%. Para 2013, a aposta foi mantida em 5,50%.

 

No caso da cotação do dólar no final deste ano, houve uma elevação de R$ 1,77 para R$ 1,78, além da manutenção de R$ 1,80 para o ano que vem. Já para a taxa Selic, a mercado segue apostando em 9,0% ao ano no final do atual calendário e em 10,0% no final do seguinte. O crescimento do PIB deve fechar o ano em 3,20%, mesmo valor da semana passada. No caso de 2013, aaposta segue em 4,2%.

Na parte da tarde, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) informou que a balança comercial da primeira semana de abril encerrou o período com saldo negativo de US$ 292 bilhões.

O IPC-S de 07 de abril de 2012 registrou variação de 0,58%, 0,02 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa divulgada na última apuração. Quatro das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.

 

Já o Índice de Confiança de Serviços (ICS) da Fundação Getulio Vargas apresenta queda de 1,0% em março de 2012, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, ao passar de 131,3 para 130,0 pontos. O resultado representa um avanço: em fevereiro, a taxa interanual ficou em -3,2%.


O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) variou 0,50%, no primeiro decêndio do mês de abril. Para o mesmo período de apuração do mês anterior, a variação foi de 0,23%. O primeiro decêndio do IGP-M de abril compreendeu o intervalo entre os dias 21 e 31 do mês de março.

 

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas evoluiu favoravelmente em março de 2012. Considerando-se comparações interanuais, a média do índice no trimestre findo em março ficou 4,3% inferior à do mesmo período do ano anterior; em fevereiro, a queda havia sido de 6,4% na mesma base de comparação. O Indicador Trimestral deste mês ficou em 124,6 pontos, contra 130,2 pontos em março de 2011.

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) do mês de março apresentou variação de 0,55%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 5,09%, nos últimos 12 meses. Em março, o IPC-BR registrou variação de 0,60%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 5,50%, nível acima do registrado pelo IPC-C1.

O emprego industrial e o número de horas pagas, em fevereiro de 2012, voltaram a registrar taxas positivas frente ao mês imediatamente anterior, mas com comportamentos bem distintos, enquanto o primeiro apontou ligeira variação positiva nesse mês (0,1%), permanecendo com o quadro de estabilidade observado desde outubro último, o segundo, ao crescer 1,3%, assinalou o avanço mais intenso desde fevereiro de 2008 (1,7%), refletindo em grande parte o maior dinamismo da produção industrial em fevereiro de 2012.

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no primeiro trimestre de 2012, variação de 1,33%. Em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 5,31%. Com este resultado, a variação do indicador não superou a taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 5,50%, no mesmo período.

Neste contexto, o Ibovespa somou perdas de 2,5% aos 62106 pontos. Confira o gráfico diário, as maiores altas, baixas e as ações mais negociadas da semana:

src=//www.enfoque.com.br/EditorNoticias/imagens/ibov_abr_sem02.jpg


Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação

AMBEV

AMBV4

78,85

5,63%

KLABIN S/A

KLBN4

8,84

5,01%

NATURA

NATU3

42,00

4,37%

VALE

VALE5

42,85

4,21%

VALE

VALE3

43,80

4,14%



Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação

ELETROPAULO

ELPL4

32,20

-15,02%

PDG REALT

PDGR3

5,10

-14,00%

ROSSI RESID

RSID3

9,09

-10,44%

USIMINAS

USIM3

17,06

-10,21%

BROOKFIELD

BISA3

5,41

-9,83%



Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento

VALE

VALE5

R$ 42,85

3.341.940.736,00

Minerais Metálicos

PETROBRAS

PETR4

R$ 21,67

1.675.472.000,00

Exploração e/ou Refino

OGX PETROLEO

OGXP3

R$ 14,00

1.543.742.176,00

Exploração e/ou Refino

ITAUUNIBANCO

ITUB4

R$ 31,68

1.360.788.304,00

Bancos

VALE

VALE3

R$ 43,80

934.044.576,00

Minerais Metálicos




Mercado Cambial

Em uma semana que foi marcada pela atuação do Banco Central para a compra de dólares no mercado à vista de câmbio - mesmo com a divisa operando em alta - o dólar comercial fechou o período somando ganhos de 0,8% a R$ 1,8390. Confira o gráfico: 

src=//www.enfoque.com.br/EditorNoticias/imagens/euscom_fc_130412.jpg

/
(por Gabriel Codas)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 

Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 20/10/2014 07:39:36