Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Morales promete reconhecer investimentos realizados por empresa desapropriada


Por Último Instante em quarta-feira, 2 de maio de 2012 - 10:15
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

2 de maio de 2012 - O presidente boliviano, Evo Morales, disse nesta terça-feira que seu governo reconhecerá os investimentos realizados pela Rede Elétrica Espanhola (REE) em seu país, após expropriar suas ações na Transportadora de Eletricidade (TDE) e ocupar com militares seus escritórios na cidade de Cochabamba.

Somos responsáveis com as empresas. Se o que corresponde é devolver, é preciso devolver. Se uma empresa fez investimento, reconhecemos o investimento e sempre vamos reconhecer, declarou Morales em um ato em Cochabamba perante os trabalhadores da TDE, militares e partidários.

Por sua parte, a REE lamentou a decisão e espera alcançar um acordo com o governo boliviano para uma compensação adequada por esta desapropriação que alivie todos acionistas da empresa, com 20% de capital público e uma maioria de investidores de outros países.

O presidente boliviano, Evo Morales, justificou a desapropriação pelo baixo investimento realizado pela empresa, mas fontes da companhia afirmaram à Agência Efe que desde a aquisição em 2002 da TDE, a REE investiu US$ 60 milhões para manter e elevar os padrões de qualidade da rede de alta tensão boliviana.

No entanto, o presidente insistiu que a REE e sua predecessora, a Unión Fenosa, em 16 anos investiram apenas US$ 81 milhões na TDE, a uma média de US$ 5 milhões por ano.

Morales apresentou horas antes em La Paz o decreto para expropriar as ações da REE, que adquiriu em 2002 99,94% do pacote acionário da TDE.

Fontes diplomáticas espanholas disseram à Efe que a Embaixada da Espanha em La Paz não teve conhecimento prévio das intenções bolivianas.

O líder sustentou que a nacionalização dos recursos naturais e os serviços básicos é uma exigência do povo boliviano e afirmou que a medida de hoje é uma homenagem aos trabalhadores neste 1º de maio.

Morales justificou a presença de militares nas instalações da TDE em Cochabamba ao assegurar que é uma obrigação do presidente e do vice-presidente organizar estas operações para recuperar o que é nosso.

Cumprimentamos o comando militar por ter organizado esta linda operação, não somente aqui, mas em toda Bolívia, onde temos outras estações. em La Paz, Oruro, Potosí, Santa Cruz e aqui, na estação principal, que tomamos dignamente e soberanamente para que esta empresa passe para as mãos dos bolivianos, assinalou.

(Redação com agência EFE - www.ultimoinstante.com.br)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 22/07/2014 22:38:17