Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Dólar comercial encerra a semana com alta de 1,6%


Por Último Instante em sexta-feira, 20 de abril de 2012 - 17:46
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

20 de abril de 2012 - O dólar comercial encerrou a semana com valorização de 1,60%. Já no pregão desta sexta-feira a divisa americana fechou em queda de 0,64% e, no interbancário, cotada a R$ 1,868 na compra e R$ 1,869 na venda.

No mercado futuro, o contrato para maio negociado na BM&F apresentava queda de 0,55% a R$ 1,874.

Segundo o gerente de câmbio do Banco Confidence, Felipe Pellegrini, no geral desta semana, o dólar permaneceu em alta, refletindo, principalmente, o corte da taxa básica de juros (Selic). A atuação do Copom em cortar 0,75 pontos percentuais da Selic, a crise no cenário externo, mais as entradas do BC [Banco Central], tiveram peso na desvalorização do real com o comportamento do dólar. Acho que esse movimento deverá continuar e com mais entradas do BC, acredito que em breve poderá chegar na casa de R$ 1,90, conclui.

Depois de sucessivas intervenções na semana e uma pausa apenas nesta quinta-feira (19), nesta tarde o Banco Central realizou mais um leilão para a compra de dólares no mercado de câmbio à vista. A entrada ocorreu entre 15h29 e 15h34 com uma taxa de corte de R$ 1,8710. 

Na agenda local não está prevista a divulgação de indicadores econômicos nesta jornada. 

No Velho Continente, as vendas no varejo do Reino Unido avançaram em março comparado ao resultado de fevereiro, de acordo com o Escritório de Estatísticas Nacional (ONS na sigla em inglês).

O volume de vendas subiu 1,8% no mês, após baixa de 0,8% no mês diretamente anterior. O resultado veio acima do estimado pelo mercado, que era alta de 0,4%.

O indicador de clima de negócios na Alemanha, medido pelo Ifo Institute melhorou em abril.

De acordo com o estudo divulgado nesta sexta-feira, o índice avançou de 109,8 pontos em março para 109,9 pontos em abril.

O resultado é superior às expectativas de mercado, que aguardavam 109,6 pontos (previsão Forex Factory).

O Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha subiu 0,6% em março ante o mês anterior, de acordo com o escritório de estatísticas do país, o Destatis.

Em fevereiro, a taxa subiu 0,4% ante o mês diretamente anterior. A expectativa do mercado era de crescimento de 0,5% no confronto mensal.

(Ivonéte Dainese - www.ultimoinstante.com.br)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 29/11/2014 07:36:36