Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Dilma estudará com "frieza" possíveis vetos ao Código Florestal


Por Último Instante em quinta-feira, 26 de abril de 2012 - 15:01
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

26 de abril de 2012 - A presidente Dilma Rousseff vai analisar com frieza os possíveis vetos de polêmicos artigos incluídos no texto-base do Código Florestal aprovado na Câmara dos Deputados.

Conforme o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, Dilma analisará o caso com muita serenidade e frieza, com responsabilidade diante do país e de acordo com seus princípios.

O ministro fez referência à possibilidade de Dilma vetar diversos artigos do texto aprovado na quarta-feira na Câmara dos Deputados, com uma sólida votação apesar da rejeição de grupos ambientalistas, que o classificam como o início de um desastre ambiental.

Conforme as organizações defensoras do meio ambiente, as novas leis abrirão portas para uma maior degradação dos solos, e especialmente da Amazônia, assim como favorecerão a extensão das plantações agrícolas em áreas até agora protegidas.

Além disso, contemplam uma ampla anistia para os fazendeiros que, durante as últimas décadas e contra as leis atuais, desmataram áreas proibidas e mantêm nessas regiões uma intensa atividade agropecuária.

Durante sua campanha eleitoral, em 2010, quando já se discutia o projeto no Congresso, a agora chefe de Estado se manifestou contra a anistia e se comprometeu em vetá-la em caso de ser efetivamente aprovada.

Esse compromisso eleitoral foi lembrado hoje por organizações ambientalistas, que pediram a Dilma honrar sua palavra.

Um deles foi o grupo Greenpeace, que em comunicado afirmou que Dilma deverá vetar a nova lei, pois de outro modo correrá o risco de perder a Amazônia e sua reputação internacional em matéria de desenvolvimento sustentável.

Conforme a nota, divulgada hoje, o Brasil deu um passo decisivo para trás com um texto que representa uma derrota para a floresta amazônica em favor dos interesses de poucos.

O ativista Paulo Adario, diretor da campanha da Amazônia do Greenpeace, apontou que o novo Código Florestal foi aprovado faltando poucas semanas para o Brasil receber a comunidade internacional para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20, que será realizada em junho no Rio de Janeiro.

Todos os olhares estarão postos na presidente Dilma e ela elegerá qual é o caminho para o futuro desenvolvimento do Brasil, indicou Adario, quem ratificou que Greenpeace continuará recolhendo assinaturas no marco da campanha Veta Dilma, que início há meses em rejeição ao projeto agora aprovado no Congresso.

(Redação com agência EFE - www.ultimoinstante.com.br)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 21/09/2014 17:06:23