Gráficos com Análise Técnica Grátis!  Agora o Bússola do Investidor tem gráficos Interativos com Cotações em Tempo Real.   Acesse já!

   Adicionar aos favoritos      RSS                           Novo por aqui? Cadastre-se ou faça seu login. 
 
Cadastre-se | Faça seu login | Planos
ARTIGOS

Bolsas acumulam ganhos em semana de agenda fraca


Por Enfoque em sexta-feira, 10 de agosto de 2012 - 17:10
Envie por email  Imprima  RSS Feed RSS

Os mercados acionários do Brasil e dos Estados Unidos tiveram uma semana de ganhos. O período foi marcado por uma agenda econômica fraca, com poucos indicadores de destaque. Parte do otimismo foi motivada pela expectativa de pacotes de estímulo à economia na Europa, Estados Unidos e até mesmo na China.

Por aqui, a Petrobras foi uma das protagonistas da semana. Na segunda-feira os papéis iniciaram a jornada despencando por conta do balanço negativo da empresa, resultado revertido no próprio dia. Com o passar dos dias, com a possibilidade do aumento do preço da gasolina, ampliou os ganhos.

Cenário externo

O primeiro indicador de destaque da economia americana apareceu somente na terça-feira na parte da tarde. O volume de dívida dos consumidores americanos apresentou em junho alta de US$ 6,5 bilhões, de acordo com levantamento divulgado pelo Federal Reserve. O mercado estimava elevação de cerca de US$ 10 bilhões. Já o resultado de maio foi revisado para US$ 16,7 bilhões.

Para ao segundo trimestre, o crédito ao consumidor aumentou a uma taxa anual de 5%. O resultado de junho veio devido ao aumento do crédito não-rotativo, como financiamento de automóveis e crédito estudantil. Este tipo de crédito avançou de um ganho de US$ 9,2 bilhões em maio para mais US$ 10,2 bilhões em junho.

Na quarta-feira, foi informado que a produtividade do trabalhador americano teve alta de 1,6% no segundo trimestre de 2012, sendo que o mercado apostava em 1,3%. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Trabalho do país. Além disso, o custo unitário do trabalho saltou 1,7%, ante expectativa de alta de 0,9%. Já a dívida no cartão de crédito caiu de alta de US$ 7,5 bilhões, para queda de US$ 3,7 bilhões.

Já o déficit da balança comercial americana encerrou junho com queda de 10,7% na comparação com maio, em um total de US$ 42,9 bilhões. Os dados foram divulgados pelo Departamento de Comércio do país. Este foi o menor gap do indicador desde dezembro de 2010. O resultado foi consequência do aumento das exportações e queda das importações. Na balança com a China, o déficit aumentou de US$ 26,6 bilhões para US$ 27,4 bilhões. Os dados de maio foram revisto para US$ 48,0 bilhões, de US$ 48,7 bilhões.

Na quinta-feira, o destaque ficou para o número de americanos que solicitaram o seguro desemprego, que recuou na semana passada, em seis mil, para 361 mil, informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho do país.  O resultado veio abaixo do esperado, de alta para 367 mil. Já a média móvel semanal cresceu em 2.250, para 368.250. 

Finalmente, na sexta-feira, foi informado que o preço dos produtos importados recuou 0,6% em julho, informou o Departamento de energia do país. Em junho, a queda foi revisada para 2,4%, contra projeção anterior de -2,7%. O resultado veio abaixo do esperado, de -0,1%. Já o preço dos exportados subiu 0,5% no mesmo período.

Na parte da tarde,  governo americano registrou em julho déficit no orçamento de US$ 70 bilhões. Os dados são do Departamento do Tesouro. Com isso, o saldo negativo acumulado de US$ 974 bilhões nos dez meses do ano fiscal de 2012. No mês, os gastos do governo ficaram em US$ 254 bilhões, com as receitas em US$ 185 bilhões. O resultado de julho e do acumulado do ano são menores do que do mesmo período do ano passado.

Com isso, os mercados tiveram ganhos acumulados no decorrer da semana. No caso do Dow Jones, o resultado positivo foi de 0,9% aos 13.206 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou em cinco dias 1,1% aos 1.405,77 pontos. Confira os gráficos:





Mercado Interno

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou 1,52%, em julho. A variação registrada em junho foi de 0,69%. Em julho de 2011, a variação foi de -0,05%. Em 12 meses, o IGP-DI variou 7,31%. A taxa acumulada no ano é de 5,16%. O IGP-DI é calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 31 do mês de referência.

Os analistas de mercado ouvidos pelo Banco Central na elaboração do relatório Focus voltaram a elevar a projeção do IPCA de 2012 para 5,00%, contra 4,98% da semana anterior. Para 2013, a projeção se manteve em 5,5%.

Par ao dólar comercial, o mercado também elevou a previsão da cotação da divisa para o final do ano, indo de R$ 1,96 para R$ 2,00. O mesmo valor ficou a estimativa da moera americana para o próximo calendário.

O Focus trouxe também a redução da aposta da Selic, caindo de 7,5% em 2012 para 7,12%. Para 2013, a previsão foi mantida em 8,50%. No caso do PIB, houve nova redução de 1,90% a 1,85% neste ano e de 4,05% a 4,00% em 2013.

Por aqui, O IPC-S de 07 de agosto de 2012 apresentou variação de 0,40%, 0,18 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação. Já o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) variou 1,21%, no primeiro decêndio do mês de agosto. Para o mesmo período de apuração do mês anterior, a variação foi de 0,95%. O primeiro decêndio do IGP-M de agosto compreendeu o intervalo entre os dias 21 e 31 do mês de julho.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou variação de 0,43% em julho, maior do que a taxa de 0,08% registrada em junho. Com o resultado de julho, o acumulado do ano fechou em 2,76%, abaixo dos 4,04% relativos ao mesmo período de 2011. Porém, considerando os últimos doze meses, o índice situou-se em 5,20%, acima dos 4,92% relativos aos doze meses imediatamente anteriores, invertendo o movimento decrescente que vinha sendo observado desde setembro de 2011, quando o índice passou de 7,31% para 6,97% em outubro. Em julho de 2011, a taxa havia ficado em 0,16%. A

Além disso, o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE em convênio com a CAIXA, apresentou variação de 0,29% em julho, ficando 0,41 ponto percentual abaixo da taxa de junho (0,70%). Em relação a julho de 2011 (0,55%), a diferença foi de 0,26 ponto percentual. Considerando os sete primeiros meses do ano, o índice ficou em 3,56%, menor do que o de igual período do ano anterior (4,39%). O resultado dos últimos doze meses situou-se em 4,81%, abaixo dos 5,08% registrados nos doze meses imediatamente anteriores.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), divulgado hoje (9) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), apresentou variação de 0,16% na primeira apuração de agosto, na cidade de São Paulo. A taxa é 0,03 ponto percentual maior do que a registrada no encerramento de julho, quando o índice ficou em 0,13%. Cinco dos sete grupos pesquisados tiveram acréscimo.

Em junho de 2012, o total do pessoal ocupado na indústria mostrou variação negativa de 0,2% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, quarto resultado negativo consecutivo nesse tipo de comparação, acumulando nesse período perda de 1,2%. Ainda na série com ajuste sazonal, o índice de média móvel trimestral, ao assinalar variação de -0,3% na passagem dos trimestres encerrados em maio e junho, permaneceu com o comportamento predominantemente negativo presente desde outubro do ano passado.

Com isso, em cinco dias o Ibovepsa teve alta acumulada de 3,6% aos 59.255 pontos. Confira o gráfico, as maiores altas, baixas e as ações mais negociadas da semana:



Maiores Altas

Ativo

Código

Último

Variação

GAFISA

GFSA3

3,60

25,00%

GOL

GOLL4

10,80

15,51%

OGX PETROLEO

OGXP3

6,20

7,83%

CYRELA REALT

CYRE3

17,33

7,31%

MARFRIG

MRFG3

9,85

7,30%


Maiores Baixas

Ativo

Código

Último

Variação

DASA

DASA3

11,07

-3,74%

SOUZA CRUZ

CRUZ3

27,90

-3,63%

ULTRAPAR

UGPA3

46,16

-3,36%

BR MALLS PAR

BRML3

24,34

-2,83%

LOCALIZA

RENT3

33,80

-2,45%


Mais Negociadas

Ativo

Código

Último

Volume

Segmento

PETROBRAS

PETR4

R$ 21,14

3.181.634.368,00

Exploração e/ou Refino

VALE

VALE5

R$ 37,75

2.006.155.648,00

Minerais Metálicos

ITAUUNIBANCO

ITUB4

R$ 34,22

1.269.669.920,00

Bancos

PETROBRAS

PETR3

R$ 22,11

868.566.744,00

Exploração e/ou Refino

BRADESCO

BBDC4

R$ 34,06

819.014.832,00

Bancos



Mercado Cambial

Com o cenário favorável ao mercado de ações, a entrada de dólares no país foi bastante elevada no decorrer da semana, o que contribuiu para derrubar a cotação da divisa no decorrer dos dias. Com isso, a divisa americana perdeu no período 0,5% e encerrou negociada a R$ 2,0160. Confira o gráfico:


(por Gabriel Codas)


Este relatório ou artigo não representa necessariamente a opinião do site, tem como único propósito fornecer informações e no constitui ou deve ser interpretado como uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. O Bússola do Investidor nem o autor do artigo no declaram ou garantem, de forma expressa ou implícita, a integridade, confiabilidade ou exatidão de tais informações. Este artigo se baseia em informações públicas sobre cujas veracidade e qualidade não temos responsabilidade.
 
Fornecido por


Mais Lidas
Enquete
 
  
Mercados  |  Empresas  |  Corretoras  |  Calculadora de IR  |  Fórum  |  Central de Ajuda  |  Contato
Siga-nos:     


Copyright © 2007-2014 Bússola do Investidor.
Ao utilizar o site, você concorda com os Termos de Uso.
Cotações Bovespa com 15 minutos de atraso. Clique aqui para ver cotações em tempo real em todo o site.
Todas as opiniões aqui exibidas são de responsabilidade de seus próprios autores e poderão ser retiradas a qualquer momento sem aviso prévio.
Apesar de todo o cuidado na coleta dos dados apresentados, não nos responsabilizamos pela exatidão das informações contidas neste site.
 
IP-0A9AC736 10.154.199.54- 22/12/2014 05:45:01